Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Agosto 4, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: Junta urbana retira quilos de entulho de moradia no Bairro do Sarroeiro

Funcionários da Junta Urbana e da Câmara de Tomar estiveram na manhã de sexta-feira, 1 de julho, a retirar os detritos que estavam acumulados no pátio da vivenda número 7 do Bairro do Sarroeiro, um bloco habitacional que fica entre a rua Prof. Andrade e a igreja de Santa Maria do Olival, em Tomar.
 
Tratava-se de um problema insalubridade pública que já se arrastava há muito tempo devido à mania do seu morador em apanhar lixo na rua e levá-lo para casa. No entanto, como se tratava de lixo que se encontrava em propriedade privada, não era possível proceder à sua limpeza. 
 
Desta vez, segundo apurado junto do presidente da junta Urbana, Augusto Barros (PS), o morador foi, no início desta semana, internado compulsivamente pela GNR na ala da Psiquiatria do Hospital – por apresentar comportamento com distúrbios -, pelo que a substituta da Delegada de Saúde de Tomar (que se encontra de férias) deu “luz verde” para se avançar com a retirada dos detritos no exterior da casa, os mesmos que representavam uma ameaça para a saúde pública. Falamos de grades de cerveja, colchões, tábuas de madeira, garrafas, plásticos e um sem número de outros objectos que enchiam o pátio da vivenda.
 
“Foram retiradas seis carradas de lixo e só é pena não podermos ter autorização para entrar e limpar o interior dado que também tem lixo até ao tecto” conta Augusto Barros, referindo que esta ação da junta urbana contou com a cooperação dos SMAS, Protecção Civil de Tomar e dos Serviços Sociais da autarquia.
 
Os vizinhos do morador queixavam-se, sobretudo, dos maus cheiros e das ratazanas que proliferavam por entre o lixo. “Os bombeiros lavaram o piso com recurso a uma agulheta e o espaço exterior ficou num brinquinho. Foi um alívio para os vizinhos”, atestou o autarca ao mediotejo.net. O morador desta residência, acrescentou, vai ficar internado pelo menos até ao dia 11 de julho. 

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome