Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: Intervenção no açude das Ferrarias pode provocar demoras no trânsito

A Câmara Municipal de Tomar vai fazer obras no açude das Ferrarias, à entrada de Tomar, que implicarão a utilização de uma máquina rotativa no leito do rio. A realização destas obras poderá provocar demoras pontais na circulação do trânsito na Estrada Nacional 110, entre o padrão e S. Lourenço, que poderão ser de 10 a 15 minutos, nos dias 26, 27 e 28 de setembro, informa a autarquia.

- Publicidade -

“As obras decorrerão nesta antiga estrutura, que tem sido apontada pelos historiadores como uma possível ponte romana, ao que tudo indica adaptada a açude por volta do século XVI. Mais recentemente, tem funcionado como um órgão hidráulico de regulação do caudal do rio, apresentando do lado da estrada um canal dotado de uma comporta de madeira, desde há muito completamente obsoleta.

A falta de manutenção e a degradação natural levou a que a mesma deixasse de reter a água mas, em contrapartida, se tornasse em zona de retenção de lixo, prejudicando a imagem de uma das entradas mais bucólicas da cidade”, refere a nota de imprensa d autarquia de Tomar.

- Publicidade -

Esta intervenção envolve a aplicação de uma estrutura de perfis metálicos no fecho do vão central do açude, responsável pela passagem do maior caudal do rio. “A montante, será executado um enrocamento com 350 toneladas de pedra que permitam fechar as restantes roturas do açude, sem contudo as tornar estanques, permitindo uma passagem controlada do caudal ecológico do rio e fazendo com que este galgue a superfície da estrutura”, explica a mesma nota de imprensa.

“No local da antiga comporta de madeira, será montada uma nova comporta metálica, manobrada através de um fuso vertical, o que permitirá controlar o caudal do rio entre o açude do mercado e este. Em caso de limpeza do leito do rio nesse troço, esta comporta permitirá o seu despejo”, conclui a autarquia de Tomar.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome