PUB

Incêndios | Fogo com duas frentes ativas preocupa em Tomar, um ferido grave (C/VIDEO)

Atualização às 01h06:

PUB

O incêndio continua ativo em várias frentes, estando a ser combatido por 225 operacionais, apoiados por 67 meios terrestres.

Atualização às 00h48:

PUB

Duas pessoas, civis, ficaram feridas na sequência do incêndio, sendo que uma delas sofreu queimaduras em mais de 50% do corpo disse ao mediotejo.net o vice-presidente da autarquia, Hugo Cristóvão. A vítima mais grave, do sexo feminino, foi transportada para o Hospital de Abrantes sendo em seguida evacuada para os Hospitais de Coimbra.

Um incêndio que está a lavrar desde as 15:58 de hoje na localidade de Carvalhal, na União de Freguesias da Serra e Junceira, Tomar, obrigou à retirada de 17 pessoas e mantinha duas frentes ativas cerca das 22:00.

A presidente da Câmara de Tomar disse, a partir do posto de comando instalado no campo de jogos em Serra, que “uma dúzia de pessoas foi retirada das suas habitações na aldeia de Serra, por precaução, e transferidas de barco pela barragem de Castelo do Bode para o lar de Alverangel.

Um outro “grupo de cinco indivíduos foi transferido para o lar da Serra”, acrescentou, a par do registo de “uma casa devoluta que ardeu”, na União de Freguesias da Serra e Junceira.

Populares na Serra aguardavam desenrolar da situação com apreensão e os olhos postos no horizonte Foto: Elsa Ribeiro Gonçalves/mediotejo.net

Segundo disse Anabela Freitas, cerca das 21:45, “não foi ainda necessária a evacuação de aldeias”, além das 17 pessoas mencionadas, tendo referido que “a prioridade passa por defender, para além das vidas humanas, as casas que se encontram na linha de fogo”, tendo referido que “as povoações que oferecem algum cuidado são as de Venda, Carvalhal, Vale de Vime e Levegadas.

“Haverá mais pessoas que estarão a ser transferidas, nomeadamente idosos e acamados, para instituições de solidariedade social da sua área de residência, mas que não sei precisar neste momento”, observou a autarca, tendo feito notar que a zona, banhada pela albufeira de Castelo do Bode, “tem muitas casas de segunda habitação, pessoas que vêm passar férias, e muito dispersas e isoladas”.

Presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, a coordenar operações no Posto de Comando montado no Campo de Futebol da Serra Foto: Elsa Ribeiro Gonçalves/mediotejo.net

O início do incêndio, às 15:58, “foi muito violento e de propagação muito rápida, e os meios ao ataque inicial não foram os suficientes, até pela dispersão de meios aéreos e humanos em outras ocorrências na região”, apontou.

Às 22:00, segundo a página da Autoridade Nacional de Proteção Civil, combatem o incêndio que lavra em “povoamento florestal”, e com “duas frentes” ativas, 217 operacionais, apoiados por 63 viaturas.

Tomar / Presidente de Câmara, Anabela Freitas, faz o ponto de situação do incêndio a partir do posto de comando na Serra

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 12 de Agosto de 2017

ATUALIZAÇÃO às 21h50 Incêndio continua a lavrar com intensidade, em duas frentes. No terreno 218 homens apoiados por 64 veículos.

ATUALIZAÇÃO às 19h00: O incêndio ainda se encontra com várias frentes ativas, de acordo com a presidente da Câmara de Tomar, não sendo possível fazer, para já, um ponto de situação

ATUALIZAÇÃO às 18h40: Meios no terreno sobem para 151 homens, 41 veículos e 4 meios aéreos

ATUALIZAÇÃO às 17h52: Reforço de meios no terreno subiu para 115 homens, 31 viaturas e 4 meios aéreos

ATUALIZAÇÃO às 17h44: Meios no terreno: 89 homens, 20 viaturas e 3 meios aéreos

Populares foram impedidos de chegar perto das suas casas devido ao perigo das chamas Foto: Elsa Ribeiro Gonçalves/mediotejo.net

Um incêndio de grandes proporções está a lavrar desde as 15h58 minutos deste sábado, 12 de agosto, na localidade de Carvalhal, na União de freguesias da Serra e Junceira. Combatem o incêndio neste momento (17h34), de acordo com dados da ANPC, 82 operacionais, apoiados por 17 veículos e 2 meios aéreos.

A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, encontra-se no Teatro das Operações. Contactada pelo mediotejo.net referiu que, para já, não foi necessária a evacuação da população sendo que a prioridade passa por defender, para além das vidas humanas, as casas que se encontram na linha de fogo.

Preocupa-a ainda o facto de muitos populares se encontrarem a circular de automóvel nas zonas onde se encontram os meios de combate. A autarca disse ainda que estão a aguardar o reforço de mais meios aéreos.

PUB
PUB
Elsa Ribeiro Gonçalves
Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).