Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 17, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Incêndio na povoação de Contraste ameaça zona florestal de Castelo de Bode

18:30 – Cerca de 300 operacionais, apoiados por 80 viaturas e 11 meios aéreos, combatem um incêndio de grandes proporções na freguesia de Martinchel, concelho de Abrantes, tendo as chamas danificado parcialmente uma viatura dos bombeiros de Abrantes, que havia avariado no local, disse o comandante dos bombeiros de Abrantes. Há registo de um bombeiro daquela corporação transportado ao hospital, com queimaduras nos membros inferiores, sendo considerado um ferido ligeiro, adiantou o comandante António Manuel.

- Publicidade -

As chamas estão a consumir uma zona de povoamento florestal desde as 16:10 deste sábado, 3 de agosto, tendo o incêndio deflagrado na freguesia de São Pedro, concelho de Tomar, próximo da barragem de Castelo de Bode, tendo as projeções provocadas pelo forte vento que se faz sentir no terreno transportado as chamas de Tomar para o vizinho concelho de Abrantes.

O fumo do incêndio é visível a muitos quilómetros de distância. Foto: DR

- Publicidade -

Deflagrou às 16h11 deste sábado, 3 de agosto, um incêndio em Contraste, na freguesia de São Pedro de Tomar. Há muito aparato na rua, populares com mangueiras a combater o fogo dentro da povoação, que consome para já essencialmente mato e campos secos. O fogo está a pegar à zona florestal junto à Barragem de Castelo de Bode e veem-se dois helicópteros a abastecer na albufeira e a impedir que a frente avance em direção a Constância. Segundo a Proteção Civil, estão no local 107 bombeiros, apoiados por 19 viaturas e 9 meios aéreos.

Uma projeção deste incêndio terá já aberto uma frente ativa em Abrantes. Ao que o mediotejo.net apurou, a cabeça do fogo estará a deslocar-se na direção de Martinchel.

(em atualização)

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome