Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Segunda-feira, Outubro 18, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Gala das 7 Maravilhas à Mesa altera o trânsito no centro histórico

A cidade de Tomar recebe no domingo, 26 de agosto, a 6ª Gala pré-finalista das 7 Maravilhas à Mesa, espetáculo que será transmitido em direto pela RTP, a partir da Praça da República. Devido à realização da Gala, o trânsito vai estar condicionado naquela artéria entre as 8h00 do dia 23 de agosto (quinta-feira) e as 13h00 do dia 27 (segunda-feira), deu conta a presidente da Câmara Municipal, Anabela Freitas, esta segunda-feira, 20 de agosto, durante a reunião de Executivo.

- Publicidade -

Durante a reunião de executivo da Câmara de Tomar, a presidente Anabela Freitas apelou ao voto, não no Partido Socialista mas, desta vez, na Mesa de Tomar, que está a concorrer às 7 Maravilhas à Mesa. A 6ª Gala pré-finalista das 7 Maravilhas à Mesa será transmitida em direto pela RTP, a partir da Praça da República, no próximo dia 26 de agosto.

“Pelo menos até domingo apelo ao voto, para que Tomar possa passar à ultima fase”, disse Anabela Freitas. A presidente acrescentou decorrer na próxima sexta-feira pela manhã uma ação de divulgação no Mercado “onde a mesa será posta exatamente como será posta na Gala” e acompanhada pela associação Thomar Honoris, uma vez que a mesa receberá o nome de Os Templários, tal como pelo restaurante “A Lúria” e pelos produtores de vinho, azeite e pão do concelho.

- Publicidade -

Devido à realização da Gala das 7 Maravilhas à Mesa decorrerá na cidade uma operação de desvio de trânsito e dos transportes urbanos de 23 a 27 de agosto. Assim, o trânsito vai estar condicionado naquela artéria entre as 8h00 do dia 23 de agosto (quinta-feira) e as 13h00 do dia 27 (segunda-feira).

A logística de um programa em direto obriga à alteração do trânsito naquela zona da cidade três dias antes do espetáculo. “É preciso montar o palco, são carros de exterior, geradores… o que vai criar de facto alguns constrangimentos. A Corredora vai ficar tapada tal como a Rua de São João, o sentido do trânsito na rua Alexandre Herculano vai inverter-se”, dá conta ao mediotejo.net Anabela Freitas.

Os primeiros carros chegam já na quarta-feira, “no sábado decorrem os ensaios gerais e portanto tem de estar tudo praticamente montado” acrescenta a autarca, crente que a festa será em grande. “Esperemos que sim e que Tomar passe” por isso aconselha “toda a gente a votar na mesa de Tomar para valer a pena todo o esforço que vamos fazer”, observa, sorridente.

A Mesa de Tomar concorre com “cabrito assado no forno, vinhos (tinto, Convento de Tomar Reserva 2013), azeites (Azeite Sete Montes), e pão cozido em forno de lenha e está associada ao Convento de Cristo e a uma unidade hoteleira que é o Hotel dos Templários” explica Anabela Freitas.

As 7 mesas pré-finalistas a disputar o lugar de finalista nesta data são: Mesa de Arraiolos, Mesa de Chaves, Mesa de São Roque do Pico, Mesa de Sever do Vouga, Mesa de Silves , Mesa de Sintra e Mesa de Tomar.

O objetivo das 7 Maravilhas à Mesa é promover as regiões e o mundo rural, através da gastronomia e dos vinhos, fomentando o turismo e as experiências no território. Um país tão pequeno, mas tão rico na sua diversidade de pratos de norte a sul do país e ilhas e no desafio da sua harmonização com os vinhos produzidos localmente e a oferta turística adjacente.

Em 7 galas com emissão televisiva serão eleitas 2 mesas finalistas, num total de 14.
Os vencedores serão os mais votados em cada uma das 7 regiões de Portugal, obtendo-se um roteiro eno-gastronómico único, de expressão nacional.

A entidade promotora da Mesa dos Templários é o Município de Tomar.

A sua formação é jurídica mas, por sorte, o jornalismo caiu-lhe no colo há mais de 20 anos e nunca mais o largou. É normal ser do contra, talvez também por isso tenha um caminho feito ao contrário: iniciação no nacional, quem sabe terminar no regional. Começou na rádio TSF, depois passou para o Diário de Notícias, uma década mais tarde apostou na economia de Macau como ponte de Portugal para a China. Após uma vida inteira na capital, regressou em 2015 a Abrantes. Gosta de viver no campo, quer para a filha a qualidade de vida da ruralidade e se for possível dedicar-se a contar histórias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome