Tomar | Festival internacional de Estátuas Vivas este fim de semana

Tomar volta a receber o Festival “Estátuas Vivas” e a edição deste fim de semana conta com bastantes novidades em relação às cinco edições anteriores, desde logo com a participação de artistas nacionais e europeus de renome neste evento que conta com a participação dos reis do disfarce e da imobilidade.

PUB

O evento decorre este sábado e domingo, dias 8 e 9 de setembro, e deixa as ruas do centro histórico para o Mouchão Parque e no Jardim da Várzea Pequena, espaços que vão ser vedados com o objetivo de serem cobradas entradas pela primeira vez com o objetivo de tornar o mesmo sustentável.

PUB

A decisão, explicou a vereadora da Cultura, Filipa Fernandes, prende-se com o facto deste evento já não ser financiado com fundos comunitários, pretendendo-se que o mesmo seja autossustentável e se realize ano após ano.

“Decidimos cobrar a entradas porque todas as iniciativas culturais que a autarquia realiza têm um elevado custo e para que os eventos s se possam tornar sustentáveis têm que gerar alguma receita porque se não tem os dias contados”, disse Filipa Fernandes, acrescentando que neste Festival está em causa um orçamento de 65 mil euros. O Tema deste ano é “A História contada no Feminino”.

PUB

O evento decorre no sábado, entre as 17h00-19h00 e 22h-24h e no domingo entre as 11h -13h e as 17h-19h sendo que pelas 20 horas de domingo são anunciados os resultados dos dois dias.

Eduardo Mendes, professor do Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, que organiza este evento em parceria com o Município, explicou quais são as principais diferenças. “O Festival repartia-se por três dias, sexta à noite, sábado e domingo mas esta calendarização foi alterada, tendo sido também antecipado para o segundo fim-de-semana de setembro”, disse.

VI edição do Festival de Estátuas Vivas foi apresentado no Coreto da Várzea Pequena Foto: mediotejo.net

O Figurino do Festival também foi alterado mas vai manter a sua temática histórica. Este ano o tema é a história contada no Feminino. “Normalmente a história é protagonizada por homens e contada por homens pelo que procuramos mudar esta perspetiva e salientar o papel da mulher ao longo da História de Portugal”, disse, na apresentação do evento realizada em conferência de imprensa realizada no final de julho.

Deste modo, no sábado, 8 de setembro, os visitantes podem assistir a 15 quadros que vão desde a Fundação de Portugal/Condado Portucalense, percorrendo toda a história de Portugal, incluindo a figura tomarense D. Ângela Tamagnini, terminando no Século XX com um quadro dedicado a D. Catarina Eufémia.

No domingo, 9 de setembro, o Festival de Estátuas Vivas vai ser de tema livre, com 25 artistas a surpreender o público com 21 performances. “Vamos ter alguns dos melhores artistas europeus da imobilidade estática. São seis artistas estrangeiros que vêm participar no nosso Festival”, referiu Eduardo Mendes.

Filipa Fernandes explicou que os espaços escolhidos para o Festival das Estátuas Vivas foram decididos na sequência de reuniões com o comerciantes locais, sendo que o jardim também oferece imensas sombras, o que os artistas agradecem.

Os bilhetes estão à venda no Posto de Turismo, no Balcão Único no edifício dos Paços do Concelho, no Cineteatro Paraíso, na Escola Santa Maria do Olival e no próprio dia na Casa Vieira Guimarães (à entrada da R. Serpa Pinto Corredoura) e à entrada dos recintos, sendo que para um dia as entradas custam 3 euros e para dois dias, de 5 euros. Crianças até 12 anos não pagam e jovens entre os 13 e os 18 anos pagam meio bilhete.

Estátuas Vivas, em evento consolidado na cidade do Nabão, Tomar. Foto: mediotejo.net

Sábado, 8 setembro, 17h00 às 19h00 e 22h00 às 24h00:

A HISTÓRIA CONTADA NO FEMININO

Quinze momentos da História de Portugal, da fundação ao século XX, protagonizados por grandes mulheres. 1 – Teresa Henriques; 2 – Rainha Santa Isabel; 3 – Inês de Castro; 4 – Deu-la-Deu Martins; 5 – Brites de Almeida; 6 – Leonor Teles; 7 – Rainha D. Leonor; 8 – Antónia Rodrigues; 9 – Leonor de Távora; 10 – Angela Tamagnini; 11 – Rainha D. Carlota Joaquina; 12 – Maria da Fonte; 13 – Antónia Ferreira,”A Ferreirinha”; 14 – Carolina Beatriz Ângelo, 15 – Catarina Eufémia.

Domingo, 9 setembro, 11h00 às 13h00 e 17h00 às 19h00:

ESTÁTUAS VIVAS – ARTE NA RUA (Tema livre)

Vinte cinco artistas de diversos países apresentam as suas melhores performances, muitas já premiadas em Portugal e no estrangeiro.

1 – Viking; 2 – Luality; 3 – A Pastora; 4 – Mary Poppins; 5 – O Amor é Cego; 6 – Toureiro; 7 – Dançarina espanhola; 8 – Woody; 9 – Os Avós; 10 – Eu sou Água; 11 – O Beijo; 12 – Electro Swing; 13 – Mon Cherry; 14 – Primavera; 15 – Cartonnette; 16 – Cantor Romântico; 17 – Carteiro; 18 – Espelho; 19 – Homo Stressiens; 20 – Varina; 21 – O beijo do chef.

Divulgação dos premiados nos dois concursos de Estátuas Vivas: 20h00

Bilhete 1 dia: adulto – 3€ / 13 a 18 anos – 1,50€

Bilhete 2 dias: adulto – 5€ / 13 a 18 anos – 2,50€

Entrada gratuita até aos 12 anos

Parceria: Município de Tomar / Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria

Festival de Estátuas Vivas decorre este fim de semana em Tomar.

 

 

 

PUB
Elsa Ribeiro Gonçalves
Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).