PUB

Tomar | Festival de Estátuas Vivas regressa à cidade templária em setembro

Evento que atraía milhares de pessoas a Tomar, o Festival de Estátuas Vivas de Tomar vai regressar, após três anos de interregno, à cidade templária entre 15 e 17 de setembro. O evento teve IV edições mas foi interrompido em 2014, tendo sido comunicada a decisão de voltar a organizar este evento em setembro do ano passado. A informação foi divulgada pela presidente da câmara de Tomar, Anabela Freitas (PS) durante a reunião de executivo camarário desta segunda-feira, 13 de março. O evento, com um orçamento de 46 mil euros, decorre no Parque do Mouchão e no centro histórico, sendo de entrada livre. Tal como nas edições anteriores, resulta de uma parceria entre o município e o Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria.

PUB

Um dos quadros do último evento Estátuas Vivas Foto: estatuasvivas.org

O vereador do PSD, João Tenreiro congratulou-se com o regresso deste evento – que foi suspenso por razões orçamentais quando o executivo PS tomou posse – considerando que o mesmo se realiza porque estamos em ano de eleições autárquicas e que Anabela Freitas não quer ser recordada como “a coveira das Estátuas Vivas”. O vereador social-democrata relembra que o evento terminou por decisão deste executivo e relembrou que este – criado numa altura em que o PSD liderava a autarquia – foi interrompido por razões orçamentais questionando se agora as entradas vão passar a ser pagas, o que foi negado pela presidente.

PUB

Flux Tomar – Rota da luz: novo evento multimédia no centro histórico

Nesta reunião, Anabela Freitas enunciou o conjunto de eventos que estão previstos para a época mais estival em Tomar. “Temos o congresso da Sopa em maio, o “Bibliotecando” que começa no MAAT em Lisboa (e passa para Tomar no dia 6 de maio). Vamos ter de 9 a 18 de junho, o Flux Tomar – Rota da luz, um evento de videomarketing, som e luzes no centro histórico, que está a ser preparado com a empresa através do financiamento das cidades património da Humanidade. Terá um custo de cerca de 120 mil euros e será realizado durante três anos. Em julho, iremos ter a Festa Templária, o Tomarimbando e o ZêzereArts. Em Agosto o Festival teremos o Festival Bons Sons, que só divulga Tomar, e em setembro o Festival de Estátuas Vivas”, enumerou, acrescentando que ainda existem dois projetos paralelos que irão ser apresentados na Bolsa de Turismo de Lisboa, em parceria com a CIMT: os caminhos de ferro em Tomar e os caminhos da pedra para divulgar o património edificado.

“Confesso que fiquei surpreendido com a divulgação dos eventos que vamos ter neste verão, por parte da presidente da Câmara, uma vez que nunca o fez até hoje. Muitos deles, se devem o grande e excelente trabalho de associações que deviam ser devidamente apoiadas se existisse um plano municipal de turismo ou de apoio ao associativismo”, considerou, por seu turno, o vereador social democrata. Para João Tenreiro, estes eventos deviam captar mais pessoas, mais turistas e investimentos para Tomar e, como tal, devia ser elaborado um plano de apoio a estes eventos.

PUB
PUB
Elsa Ribeiro Gonçalves
Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).