Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Fanfarrão está de regresso para animar as ruas da cidade

O Festival de Artes de Rua Fanfarrão está de regresso a Tomar para animar a cidade. A terceira edição deste festival de verão decorre de 15 a 17 de agosto, tendo como objetivo o enriquecimento musical e cultural por terras tomarenses.

- Publicidade -

O festival é feito de espetáculos de rua, de artes várias (música, teatro, circo), e conta com artistas de referência de âmbito regional e nacional.

A organização resulta da parceria e partilha de vontades entre a Drama & Beiço – Associação Cultural e o Município de Tomar, com apoio da Canto Firme – Associação Cultural.

- Publicidade -

“Pretende-se oferecer à região de Tomar um contato direto com os projetos portugueses destas áreas, num evento dinâmico e diferenciador, pautado pelas típicas animações de rua e artes performativas , proporcionando também espetáculos de palco durante a noite”, lê-se na informação da organização.

O festival conta com performances nas ruas, praças e pracetas, estabelecendo uma relação de proximidade com o público, especialmente na zona histórica e na Praça da República.

PROGRAMA:

* Palco Fanfarrão: Praça da República / Palco Fanfarrinho: Jardim infantil junto ao estádio

Quinta, 15 agosto (feriado)
22h00, Palco Fanfarrão – Drama & Beiço

Sexta, 16 agosto
17h30, ruas da cidade – Butchers Brass Band / Mila Xavier (Mulher de Andas)
18h30, Palco Fanfarrinho – Bailinho do Homem-Orquestra
22h00, Palco Fanfarrão – Cottas Club Jazz Band
23h30, Palco Fanfarrão – Alta Cena

Sábado, 17 agosto
11h00, Palco Fanfarrinho – “Chapô-Clac” (Companhia Marimbondo)
17h30, ruas da cidade – Farra Fanfarra / Mila Xavier (Mulher de Andas)
18h30, Palco Fanfarrinho – “Andantino” (Companhia Marimbondo)
22h00, Palco Fanfarrão – Muri Muri
23h30, Palco Fanfarrão – Kalimotxo Orkestar

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome