Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: Falsa tentativa de assalto a banco leva a grande aparato policial

Os moradores do centro histórico de Tomar não ganharam para o susto quando, na tarde desta quinta-feira, 11 de fevereiro, cerca das 14h30, viram vários carros de Polícia e agentes fortemente armados na direcção do Millennium BCP, uma instituição bancária situada na Av. Dr. Cândido Madureira.

- Publicidade -

Muitos populares chegaram a pensar que o banco estaria a ser assaltado  – tal como os agentes que chegaram ao local após terem recebido um alerta que dava conta de um roubo com recurso a arma de fogo, como explicou ao mediotejo.net, o Comissário Jorge Soares da PSP de Tomar. Afinal, tudo não passou de uma situação de distúrbios, supostamente causada por uma cliente de 83 anos com problemas psíquicos, e que se encontrava no interior do banco.

“Efectivamente, chegou-nos a informação de que estava a haver um assalto ao banco com arma de fogo mas, quando ali chegámos, não havia arma nenhuma nem houve qualquer assalto”, disse ao Jornal mediotejo.net. Fontes da instituição bancária também confirmaram que não houve assalto algum e que tudo regressou, rapidamente, à normalidade.

12695494_1052879974762069_507014012_o
Agentes da PSP no momento em que se deslocaram ao banco

Segundo a versão da PSP, a octogenária  ter-se-à exaltado quando estava a ser atendida ao balcão, após o que terá afirmado que pretendia o dinheiro e que tinha em sua posse uma arma de fogo. O funcionário tomou a ameaça como verdadeira e comunicou a situação com a Central que deu o alerta à Polícia. Ainda de acordo com o Comissário da PSP de Tomar, a filha da mulher que proferiu a ameaça entrou pouco tempo depois a dizer que a mãe era doente, tendo ambas deixado o banco em seguida. A PSP não procedeu a nenhuma detenção porque quando ali chegou já não se encontravam mas, segundo o comissário Jorge Soares, vai identificar a idosa que causou esta situação.
Alguns dos clientes do banco que se encontravam no local e falaram com o mediotejo.net afirmaram, no entanto, que não foi bem assim que a situação se passou: a idosa estaria na companhia de uma mulher mais nova e aparentava estar sob grande pressão. Terá sido esta mulher mais nova a provocar os distúrbios e a proferir ameaças aos funcionários do banco enquanto insistia que o levantamento se efectuasse. Duas versões de um episódio, no mínimo, caricato que ocorreu na cidade templária, dois dias após o Carnaval.
Fotos: AQUA Tomar
- Publicidade -

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome