Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 23, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Executivo camarário avança com revisão do plano de pormenor do centro histórico

O executivo camarário de Tomar vai avançar com a revisão do Plano de Pormenor do centro histórico. O assunto foi deliberado na reunião de 6 de agosto, que era de natureza pública mas não houve nenhum cidadão inscrito para intervir. Numa tarde marcada pelo calor em que o ar condicionado do Salão Nobre dos Paços do Concelho parecia não surtir qualquer eficácia. Foi decidido, por unanimidade, iniciar o procedimento de revisão.

- Publicidade -

Revisão do Plano de Pormenor do Centro Histórico, iniciado em 2015, vai voltar a avançar Foto: mediotejo.net

O vereador José Delgado (PSD) salientou que este plano de 1999 carece de uma revisão mas que esta deve responder às necessidades daquilo que são as expectativas de tomar em relação a este centro histórico, quer nas questões relacionadas com o património, quer no seu potencial que existe de desenvolvimento. O vereador social-democrata recordou que a câmara decidiu, em 2015, avançar com este processo pedindo uma consulta a empresas estranhando que, nesta consulta, cada uma tivesse respondido algo diferente.

- Publicidade -

“Para que este plano corresponda às necessidades de Tomar é necessário que os termos de referência sejam muito objetivos e é por aí que acho que devemos trabalhar”, considerou José Delgado. O vereador social-democrata disse que, por exemplo, é necessário “que se caracterize edifício a edifício, que tipo de edifício é, se pode ter alterações de fachada, aumento de volumetria, quais são as lojas históricas a preservar, etc… “O investidor tem que saber, concretamente, o que pode ser feito aqui”, disse, aludindo à necessidade de se introduzir recomendações técnicas nesta revisão e regras bem definidas. “Temos que fazer o levantamento rigoroso de cada edifício, para salvaguardar o património e para quem aqui vá investir saiba as regras do jogo”, disse.

Revisão ao Plano de Pormenor do centro histórico foi discutido a 6 de agosto Foto: mediotejo.net

A presidente da autarquia, Anabela Freitas (PS), concordou com as observações feitas e complementou referindo que as estruturas das futuras construções no centro histórico já vão ter em conta as alterações climáticas. “Queremos manter a identidade do centro histórico mas não queremos criar balizas à iniciativa privada”, aludiu.

O vereador Hugo Cristóvão (PS) também concorda com as observações feitas pelo vereador social-democrata referindo que a revisão do plano de pormenor do centro histórico foi iniciada no mandato anterior (ainda pelo então vereador Rui Serrano) mas veio a acabar por cair porque além de ser muito complexo, existiam poucos recursos ao nível técnico na área de gestão do território. “Este plano não corresponde à realidade e não foi cumprido ao longo dos anos. Há coisas que podiam fazer sentido, à época, mas que hoje podem ser materiais mais adequados”, exemplificou.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome