Tomar | Estação ferroviária vai acolher unidade de alojamento local

O primeiro andar da Estação Ferroviária de Tomar está em vias de ser transformado numa unidade de alojamento local, avançou a Câmara Municipal em reunião de executivo camarário e após reuniões com a Infraestruturas de Portugal, proprietária do edifício. A obra está já a decorrer para instalação daquela valência que será explorada por um privado, após seleção em concurso público.

PUB

Sobre o reaproveitamento do património ferroviário desativado, ao abrigo de programa para reabilitação de edifícios e infraestruturas inutilizadas – Programa Revive Ferrovia – o executivo municipal deu ainda conta que, além da intervenção no primeiro andar da Estação de comboios, que estava desativado há vários anos, está previsto outro projeto.

Também a estação de Vale dos Ovos, na freguesia de Sabacheira, terá o seu edifícios reaproveitado para instalação do Espaço Cidadão, transferindo-o para aquele local e estando em cima da mesa a hipótese de albergar outras valências.

PUB

Quanto à estação de Santa Cita, após questão colocada pelos vereadores do PSD, a autarquia referiu que não foi ainda proposto nenhum projeto para o seu reaproveitamento.

Recorde-se que foi criado o Programa Revive Ferrovia, no âmbito do Fundo Revive Natureza, “para permitir a concessão de uso privativo de Estações Ferroviárias desativadas, mediante concurso público, para a sua requalificação e reabertura no contexto de atividades económicas relacionadas com o turismo”.

PUB

Tal pretende atuar na “requalificação e valorização de imóveis públicos devolutos inseridos em património natural, com o objetivo de compatibilizar a conservação, recuperação e salvaguarda dos bens em causa com novas utilizações, que beneficiem as comunidades locais, atraiam novos visitantes e fixem novos residentes”, lê-se em informação divulgada no portal do Governo.

PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).