- Publicidade -

Tomar | Escola Básica Infante D. Henrique encerra por falta de condições

A Escola Básica Infante D. Henrique, em Tomar, vai encerrar portas no final do presente ano letivo por “não oferecer as melhores condições de segurança”, e os cerca de 180 alunos serão transferidos para a escola de Santa Iria, equipamento que “tem todas as condições”, disse ao mediotejo.net a presidente da autarquia, Anabela Freitas (PS). A propostas anunciada levou o PSD e a CDU a pedirem uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal para debater a Educação em Tomar.

- Publicidade -

Com oito salas de 1º ciclo e cerca de 180 alunos, a Escola Básica Infante D. Henrique não oferece as melhores condições de segurança e de conforto para todos os que utilizam aquele estabelecimento de ensino, tendo a escola de Santa Iria não só espaço como todas as condições para acolher os jovens alunos, disse Anabela Freitas, tendo feito notar que a medida, se vier a ser tomada, resulta de diálogo e de concertação com as entidades responsáveis.

“Já foi levantada a solução em Conselho Geral de Agrupamento Templários que deliberou favoravelmente já há alguns anos”, notou a autarca. O futuro do atual edifício da Escola Básica Infante D. Henrique “poderá passar por ser requalificada e devolvida à comunidade com outras funções”, adiantou.

- Publicidade -

Em comunicado, o Partido Social Democrata considera “necessária e urgente” a realização de uma sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Tomar para um debate alargado sobre a Educação e a eventual reestruturação dos equipamentos escolares, tendo a CDU também defendido a realização de uma Assembleia Municipal para discutir o encerramento da escola Infante D. Henrique e “toda a problemática resultante de uma reorganização da rede escolar” no concelho de Tomar.

A experiência de trabalho nas rádios locais despertaram-no para a importância do exercício de um jornalismo de proximidade, qual espírito irrequieto que se apazigua ao dar voz às histórias das gentes, a dar conta dos seus receios e derrotas, mas também das suas alegrias e vitórias. A vida tem outro sentido a ver e a perguntar, a querer saber, ouvir e informar, levando o microfone até ao último habitante da aldeia que resiste.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
O seu nome

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- Publicidade -