Tomar | Dia de Santa Iria assinalado com missa solene transmitida online

Em ano de pandemia, e declarado o estado de calamidade, não se realiza a anual Feira de Santa Iria, em honra da mártir da antiga Nabância a quem os tomarenses são devotos. Esta terça-feira, dia 20 de outubro, assinala-se o Dia de Santa Iria, padroeira de Tomar, mas sem a habitual procissão que percorria a zona histórica, e que culminava com o lançamento de pétalas de flores ao rio Nabão em sua homenagem. O dia será assinalado com Missa Solene, pelas 18h30, a partir da Igreja de Santa Maria do Olival, transmitida online e em direto através das rádios locais, no Facebook e YouTube.

PUB

Num ano normal, estaria a decorrer a Feira de Santa Iria, que teria iniciado na sexta-feira anterior à efeméride dedicada à padroeira nabantina, mas a pandemia de covid-19 e os avisos para as condições atmosféricas adversas fizeram com os eventos, inclusive a procissão até à Ponte Velha, fossem cancelados.

Procissão de Santa Iria, com o lançamento de pétalas de flores ao Nabão em homenagem à padroeira nabantina. Foto: arquivo/mediotejo.net

PUB

De qualquer modo, a missa em honra de Santa Iria, que poderá contar com presença da comunidade, está marcada para as 18h30, sendo ainda transmitida em direto no Facebook das Paróquias de Tomar e no canal do YouTube, na Rádio Cidade de Tomar e na Rádio Hertz.

A missa decorre na Igreja de Santa Maria do Olival, em Tomar, estando fechada a Igreja de São João Baptista a partir das 17h00.

Pela efeméride, também a Capela de Santa Iria está excecionalmente aberta, podendo ser visitada entre as 10h00 e as 13h00 e entre as 14h00 e as 17h00.

Quem foi Iria de Tomar, a padroeira dos nabantinos?

Consta que Santa Iria, padroeira de Tomar, terá vivido na antiga cidade visigótica Sellium / Nabância, em meados do século VII.

Encerra em si uma lenda trágica, que culminou com o seu assassinato nas margens do rio Nabão, tendo o seu corpo sido atirado ao rio.

Consta que Britaldo, filho do governador da cidade, se perdeu de amores pela jovem de 15 anos que se preparava para a vida religiosa, quando se encontraram naquela que seria a Igreja de S. Pedro Fins. Mas quem educava Iria, o Frei Remígio, também se demonstrou interessado, tendo sido repudiado. Motivo que o levara à vingança, dando-lhe uma infusão que a fez inchar e passar por grávida.

Santa Iria, mártir da antiga Nabância e a quem os tomarenses são devotos. Foto: DR

Sabendo dos acontecimentos e cego por saber da suposta gravidez da jovem, o enamorado Britaldo sentiu-se traído e logo mandou Banão matar Iria, enquanto esta orava junto ao rio Nabão.

Entre as múltiplas versões da lenda, diz-se que o corpo que caiu ao rio foi arrastado até ao rio Tejo, tendo seguido até Scalabis (Santarém) “onde, por graça divina surgiu um túmulo que a envolveu e permitiu a sua veneração a todos quantos presenciaram o milagre”. A cidade chegou a chamar-se Santa Iria, e só depois lhe foi atribuído o nome de Santarém.

Em Tomar, em homenagem à padroeira, foi criada por Carta Real de Filipe III de Portugal, a 3 de Outubro de 1626, a Feira de Santa Iria, que veio substituir a anterior, de Santo André.

Realiza-se anualmente a Feira de Santa Iria, que integra a Feira das Passas, assinalando-se o Dia de Santa Iria a 20 de outubro, onde se leva a cabo a procissão com o lançamento de pétalas de flores em homenagem à mártir.

Fonte: http://www.conventocristo.gov.pt

PUB
PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).