Tomar/Dia da Cidade | Carlos Carvalheiro chamado ao palco para receber medalha que recusou (c/ fotos)

As cerimónias oficiais do Dia de Tomar, realizadas na manhã de quinta-feira, 1 de março, no Cineteatro “Paraíso” ficaram marcadas por um momento que surpreendeu muitos os que ali se encontravam: a chamada ao palco de Carlos Carvalheiro, diretor artístico do Fatias de Cá, para receber a Medalha de Valor e Altruísmo atribuída pelo município e que o mesmo, através de uma nota vinda a público, já tinha recusado receber.

PUB

A presidente da autarquia, Anabela Freitas (PS) explicou ao mediotejo.net que nesta cerimónia foi dado sequência a uma deliberação camarária, sendo que o município não foi formalmente informado desta recusa por parte de Carlos Carvalheiro. “O que soubemos foi porque lemos jornais”, disse.

Carlos Carvalheiro foi chamado ao palco para ser homenageado mas, tal como esperado, não apareceu Foto: mediotejo.net

Recorde-se que, no início desta semana, ficou a saber-se que o ator e encenador tomarense optou pela escusa a esta distinção pelo percurso que tem desenvolvido pelo Teatro, no Fatias de Cá, desde a sua criação em Tomar, em 1979.

PUB

Numa nota enviada ao nosso jornal, Carlos Carvalheiro explicou as razões da sua atitude. “Aceitar esta homenagem seria como aceitar que o Ministério da Cultura incumbisse a Direção Geral do Património que tutela o Convento de Cristo de me agraciar por Valor, ou a Direção Geral das Artes, que sempre desapoiou o Fatias de Cá, de me medalhar, quiçá, por Altruísmo”, justificou.

Escritor Nuno Garcia Lopes foi um dos homenageados desta manhã, sendo o primeiro linhaceirense a receber esta distinção Foto: mediotejo.net

As homenagens do 1 de março (Insígnias e Medalhas Municipais), seguiram-se após os discursos dos representantes dos Partidos na assembleia municipal de Tomar, com alguns momentos marcadamente emocionados tais como os vivenciados pela mãe da jornalista Sofia Morais, que recebeu a Medalha de Honra a título póstumo, ou do atleta Manuel Pina que recebeu a Medalha de Valor Desportivo por levar o nome de Tomar longe na halterofilia.

PUB
Mãe da jornalista tomarense Sofia Morais recebeu da presidente da autarquia um forte abraço no decorrer desta homenagem póstuma à filha Foto: mediotejo.net

Ao palco do Cineteatro Paraíso, para receberem a sua homenagem da parte da presidente da Câmara e do presidente da Assembleia Municipal, subiram ainda o cirurgião geral João Queiroz e Mello, o ator João Mota, representantes do Estabelecimento Prisional Militar, Pedro Silva (escritor), Nuno Garcia Lopes (escritor), o representante da empresa Diamantino Coelho, a viúva de Filipe Antunes (título póstumo), Carlos Galinha, representante da Casa do Concelho de Tomar, Bruno Graça, Vítor Jesus (automobilismo) e Pedro Dias da Silva (automobilismo).

 

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here