Tomar | Deputado do PCP visita ETAR de Seiça, apontada como poluente do Rio Nabão

O presidente da Junta de Freguesia da Sabacheira, António Graça (PS) referiu que lhe foi garantido, pela presidente da autarquia tomarense, que a ETAR de Seiça, apontada como uma fonte poluente do Rio Nabão, vai sofrer obras em 2017 de modo a colocar fim a eventuais descargas. Anabela Freitas (PS) já reuniu com as entidades competentes com o objetivo de modernizar esta infraestrutura que também recebe sobrecargas do concelho de Ourém.

PUB

A informação foi divulgada no âmbito de uma visita de trabalho que o deputado do PCP António Filipe, realizou neste sábado, 14 de janeiro, em Tomar. Após uma reunião,  visitou a ETAR de Seiça, na Sabacheira, considerando que é urgente esclarecer se é aqui que se encontra o foco de poluição. Nesta manhã, por exemplo, a água da ribeira corria límpida e não se sentiam maus cheiros.

“Estamos a falar de um problema que tem início desde o dia 1 da ETAR, sendo que a sua construção foi dada como um facto consumado na freguesia, uma vez que para os executivos camarários de Tomar e Ourém já estava tudo decidido”, frisou António Graça, presidente da junta.

PUB
Jornada de trabalho começou pelas 10h30 de sábado, na Junta de Freguesia da Sabacheira Foto: mediotejo.net

Sobre esta matéria, o deputado do PCP disse ao mediotejo.net que já entregou uma pergunta ao Ministério do Ambiente sobre as condições de funcionamento da ETAR de Seiça, uma infra estrutura que recebe uma grande sobrecarga do concelho de Ourém.

“Tendo em conta que foram detetadas descargas poluentes, muito penalizadoras para esta população, urge averiguar as causas desta situação para que se verifique se têm a ver com a ETAR e que medidas deverão ser tomadas para que isto não aconteça. Se não tiver a ver com a ETAR têm que se verificar quais são as fontes poluidoras”, disse.

PUB
Deputado do PCP na ETAR de Seiça Foto: mediotejo.net

Acompanhado pelo vereador na Câmara de Tomar, Bruno Graça, e por Paulo Macedo, líder da assembleia municipal, entre outros membros do PCP, a visita do deputado arrancou pela manhã, cerca das 10h30, com uma reunião na Junta de Freguesia de Sabacheira.

Bruno Graça começou por referir que o objetivo desta visita passou por trazer o deputado do PCP junto dos autarcas para se inteirar dos constrangimentos que estes sentem e para que os mesmos tenham eco, quer a nível dos órgãos do concelho, quer da assembleia da República. A falta de saneamento básico, a rede de transportes públicos, os cuidados de saúde de proximidade e o encerramento de escolas foram outros dos assuntos abordados durante a jornada de trabalho.

Antes da visita no terreno, decorreu uma reunião na junta de freguesia onde foram elencados os principais problemas Foto: mediotejo.net

Sobre a questão ambiental, o presidente de junta da Sabacheira referiu que enquanto a ETAR foi sendo construída, fizeram as obras de saneamento que estavam previstas como contrapartida mas, assim que esta ficou concluída, as mesmas cessaram de imediato, deixando parte da freguesia sem saneamento.

António Graça espera que com a visita de António Filipe – tal como acontece com outras visitas de outros deputados –  haja uma maior visibilidade para estas questões ambientais até porque o executivo camarário está, no momento, a tentar resolver o problema de facto.

“A Sra. Presidente esteve reunida com entidades competentes, que lhe asseguraram que o problema está a ser analisado e que a ETAR irá ter uma remodelação para ser modernizada e receber os nossos esgotos”, refere, acrescentando que será também uma oportunidade para resolverem o problema do saneamento básico, prometido aquando da construção da ETAR de Seiça mas que nunca foi concluído.

António Filipe visitou ainda o Centro de Saúde da Sabacheira, ficando a saber que há atendimento médico apenas em três dias da semana e que o serviço de análises é feito numa sala da Junta. Concluiu a manhã a visitar o Agroal, praia fluvial entre Ourém e Tomar, que nunca mereceu uma requalificação na margem do Rio Nabão. Enquanto não se fazem as ambicionadas obras, cabe à junta fazer algum trabalho no âmbito da contenção de terras.

Presidente da junta de freguesia de Paialvo dá conta das obras de saneamento básico previstas para breve. Foto: mediotejo.net

No período da tarde, já na freguesia de Paialvo, António Filipe ouviu as preocupações do presidente da junta, Luís Antunes (CDU) a propósito do flagelo da desertificação, da luta da população para terem acesso a uma médica e da falta de emprego naquela que é a freguesia “que se encontra numa ponta do concelho”.

O presidente da junta  lamentou ainda o recente fecho da Escola Básica de Vila Nova, devido “a uma lei cega” que determina o número mínimo de 21 alunos por cada estabelecimento. Por outro lado, mostrou a sua satisfação pelo facto de, muito em breve, irem avançar obras de saneamento básico nesta aldeia, que vão beneficiar cerca de 300 habitantes.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here