Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Convento de Cristo acolhe apresentação de projetos de Turismo Militar

Entre castelos, fortalezas e muralhas, existem na região mais de 50 monumentos classificados, pretendendo-se potenciar esta riqueza patrimonial em termos turísticos.

O Convento de Cristo, em Tomar, foi o palco de um seminário de Turismo Militar onde foi apresentado o projeto INSIGNIA, que visa monitorizar e valorizar o património histórico-militar nacional, assim como outras iniciativas desenvolvidas pela Associação de Turismo Militar Português.

- Publicidade -

Na sua intervenção, Lígia Mateus, secretária-geral da Associação de Turismo Militar Português, associação de âmbito nacional criada em 2015, deu conta dos recentes projetos desta associação cujo foco passa pela preservação, promoção e divulgação do património histórico-militar mas também contribuir para o desenvolvimento do turismo militar em Portugal, onde o trabalho em rede assume um papel preponderante.

Lígia Mateus apresentou assim o projeto lançado este ano de um roteiro de turismo militar, composto por um conjunto de rotas temáticas previamente identificadas, com o objetivo de promover todos os recursos ligados de forma direta ou complementar à história militar e que podem integrar o turismo militar em Portugal.

- Publicidade -

“Estamos a falar de recursos patrimoniais, naturais, culturais e o nosso grande objetivo era agregar na mesma plataforma todos esses recursos que no fundo estão dispersos”, desde o património edificado, à gastronomia ou eventos, explicou Lígia Mateus.

Momento da apresentação de Lígia Mateus, secretária-geral da Associação de Turismo Militar Português.

Conforme referiu secretária-geral da Associação de Turismo Militar Português, a instituição lançou também este ano a revista “Viagem na História”, que tem como temática “a promoção e divulgação de conteúdos associados ao património e à história militar nacional, no âmbito do desenvolvimento do Turismo Militar em Portugal”.

É uma revista “de âmbito nacional e internacional, com secções informativas e promocionais na área do Turismo Militar, em todas as suas vertentes, de património material e imaterial, equipamentos e serviços turístico-culturais, paisagem e espaços verdes, atividades, eventos, gastronomia e vinhos”, explicou.

Também o INSIGNIA, um projeto financiado por fundos nacionais através da FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia, I.P., no âmbito da Unidade de I&D TECHN&ART – Centro de Tecnologia, Restauro e Valorização das Artes, foi apresentado por Célio Marques, Diretor do Techn&Art e investigador responsável do projeto.

Célio Marques, Diretor do Techn&Art e investigador responsável pelo projeto INSIGNIA que pretende monitorizar e valorizar o património histórico-militar nacional.

Conforme explicou Célio Marques, o INSIGNIA incide sobre o roteiro de turismo militar apresentado por Lígia Mateus, sendo que a ideia é o “desenvolvimento de um modelo para a monitorização e valorização do património histórico-militar nacional, aplicando-o ao roteiro que já foi criado”. 

Tendo em conta a existência de algumas rotas e outras que ainda vão ser criadas, “a ideia deste projeto é podermos fazer essa monitorização dessas rotas e perceber que podemos otimizar todo este modelo, dando assim destaque àquilo que é este património tão importante” para Portugal.

“Daqui a um ano e meio teremos o sistema desenvolvido e otimizado, e queremos contribuir para a ativação daquilo que é o património histórico-militar e ter um impacto direto naquilo que é o território nacional”, avançou Célio Marques na sua apresentação.

Depois de ter sido realizada uma visita matinal ao “Convento Templário”, a tarde foi dedicada ao debate, em jeito de mesa redonda, com um conjunto de profissionais das áreas do Turismo, da Cultura e do Património.

O Convento de Cristo, em Tomar, é Património da Humanidade da UNESCO. Foto: TM

Ao redor da mesa estiveram presentes Álvaro Covões (Associação de Turismo Militar Português), Helena Trigatti (Gestora de Projetos do Departamento de Dinamização da Oferta e dos Recursos, Turismo de Portugal, IP), Suzana Menezes (Diretora Regional de Cultura do Centro). Maria João Rocha não pôde estar presente por parte da Direção-Geral de Recursos de Defesa Nacional, como era previsto, e tomou o seu lugar Francisco Marques. O debate abordou o tema “Turismo Militar em Portugal – desafios, exigências, expectativas”, e contou com moderação de João Pinto Coelho.

Foi igualmente realizado um debate sob o tema “Turismo Militar em Portugal – desafios, exigências, expectativas”.

Álvaro Covões, presidente da Associação de Turismo Militar Português, numa das suas intervenções, defendeu a necessidade de existir um “storytelling” associado aos monumentos, que funcione como elemento de atração, o que considera estar em falta.

“Em termos de património classificado, entre castelos, fortalezas e muralhas, estamos a falar de uma região com mais de 50 imóveis, portanto a riqueza patrimonial é muito grande, e isto só o classificado, o que está bem longe do número real de imóveis que existem no domínio específico do património militar”, relembrou ainda Suzana Menezes, diretora regional de Cultura do Centro.

Esta iniciativa foi organizada pela ATMPT em parceria com a Câmara Municipal de Tomar, o TECHN&ART – Centro de Tecnologia, Restauro e Valorização das Artes, do Instituto Politécnico de Tomar, o Convento de Cristo e a Entidade Regional de Turismo do Centro de Portugal, tendo o evento contado ainda com o apoio de vários parceiros locais, nomeadamente a Associação Ordem dos Pobres Cavaleiros do Templo de Jerusalém (OPCTJ), a Associação Thomar Honoris, o Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria e a empresa TEMAHOME.

A sessão pode ser visualizada na íntegra aqui.

Licenciado em Ciências da Comunicação pela Universidade da Beira Interior. Natural de Praia do Ribatejo, Vila Nova da Barquinha, mas com raízes e ligações beirãs, adora a escrita e o jornalismo. Ávido leitor, não dispensa no entanto um bom filme e um bom serão na companhia dos amigos.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome