Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Domingo, Maio 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Congresso da Sopa abriu o apetite para outros eventos culturais (c/fotos e vídeo)

O Congresso da Sopa de Tomar, que encheu de sabores o Mouchão Parque neste sábado, 6 de maio, serviu de palco para apresentar as iniciativas culturais que estão programadas pela autarquia até ao fim do ano, com a organização a entregar a cada participante um flyer com a seguinte calendarização: a Festa Templária (6 a 9 de julho), Zêzer’arts (15 a 30 de julho), festival Bons Sons (11 a 14 de agosto), festival de estátuas vivas (15 a 17 de setembro) e feira de Santa Iria (13 a 22 de outubro).

- Publicidade -

Também o presidente da Junta de Freguesia de Paialvo, Luís Antunes, aproveitou o Congresso da Sopa para promover o “Termo de Payalvo”, evento de recriação histórica que se realiza entre os dias 19 e 21 de maio.

O presidente da Junta de Paialvo, Luís Antunes ( à esq.), aproveitou o Congresso da Sopa para promover o Termo de Payalvo Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

O XXIV Congresso da Sopa arrancou ao meio-dia e meia sendo que os participantes começaram a concentrar-se uma hora antes da abertura das portas. Após entrarem no recinto, é distribuído o “kit” a que os “congressistas” têm direito: uma malga de barro, uma colher para a sopa e um copo para o vinho. Depois, é comer até o estômago aguentar.

No espaço ajardinado e com a Roda do Mouchão em pleno funcionamento, contavam-se cerca de 30 barraquinhas onde eram servidas perto de 50 sopas, não faltando ainda vinho, pão e uma banca com sobremesas dinamizada pelo Centro de Integração e Reabilitação de Tomar, entidade para a qual revertem os lucros da iniciativa. Entre os presentes, foi possível encontrar quem viesse de longe como Coimbra, Lisboa ou Setúbal, atraído pela fama do Congresso da Sopa de Tomar.

Dois artistas promoveram o Festival das Estátuas Vivas, evento que se realiza em setembro Foto: mediotejo.net

Este ano o evento contou ainda com a presença do Secretário de Estado da Educação, João Costa, um estreante neste Congresso. “Acho que é uma oportunidade de mostrar as especialidades, a restauração de Tomar e  dar a conhecer o património que passa muito pela gastronomia. Conhecer a nossa Cultura e Património é um caminho que também se faz pelo estômago”, referiu João Costa que provou Sopa da Pedra, “uma magnífica sopa de corno”, entre outras.

Secretário de Estado da Educação, João Costa (3.ª à esq.ª), participou pela primeira vez no Congresso da Sopa de Tomar Foto: mediotejo.net

O Congresso da Sopa de Tomar deverá sofrer inovações em 2018, data em que se celebram as Bodas de Prata da iniciativa impulsionada pelo gastrónomo Manuel Guimarães e que começou pela mão do  médico Bento Baptista, ambos já falecidos. Isto mesmo foi avançado pela presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, sendo que a autarca considera que o Parque do Mouchão continuará a ser o local ideal para a realização desta iniciativa gastronómica.

“Este modelo vai comemorar um quarto de século pelo que considero que devemos dar um novo “input”, inovar o Congresso da Sopa apesar do Jardim do Mouchão ser o espaço ideal para a sua realização. Há uma parte do modelo que está estabilizada mas julgo que tem que se criar algo mais. E o ano de arranque para inovar, para acrescentar algo mais, é o dos 25 anos”, defende Anabela Freitas que provou, neste dia, a Sopa de Corno, a Sopa de Peixe e a Sopa da Pedra.

 

Tomar/ Luís Antunes, presidente da junta de Paialvo promove o Termo de Payalvo durante o XXIV Congresso da Sopa

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 6 de Maio de 2017

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

COMENTÁRIOS

Please enter your comment!
O seu nome