Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Setembro 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Cidade vai pôr em prática um Plano de Hospitalidade Turística

Tomar já começou a dar os primeiros passos para a implementação de um Plano de Hospitalidade Turística, no sentido de alavancar a estratégia de comunicação integrada na área do turismo, património e cultura. Este é um projeto que pretende reunir contributos dos agentes turísticos e cidadãos tomarenses, que podem enviar sugestões até ao final do mês de fevereiro de 2020.

- Publicidade -

Segundo informação da autarquia, já estão no terreno “clientes mistério” com o objetivo de “avaliar o tipo de abordagens turísticas quer no posto de turismo e nos monumentos, quer nas unidades hoteleiras e de restauração”.

Este projeto começa com um diagnóstico, seguindo-se a fase de “conceção e desenvolvimento de um programa de comunicação com vista à criação de uma estratégia de comunicação integrada e multiplataforma; de um programa de sinalética turística; e de um programa de suportes de apoio a visitação e eventos”, lê-se.

- Publicidade -

Quanto aos contributos para o futuro Plano de Hospitalidade Turística, a autarquia pretende que sucedam numa “estreita articulação com todos os agentes da área turística e afins do concelho”, convidando todos os ligados ao setor e o cidadão comum a enviarem sugestões para o e-mail tomarturismo@cm-tomar.pt até ao final do mês de Fevereiro do próximo ano.

De referir que este Plano de Hospitalidade Turística surge de uma candidatura financiada para os municípios que constituem o consórcio dos Lugares do Património Mundial, através de um consórcio que está sob a tutela da Entidade Regional Turismo do Centro.

O objetivo deste consórcio é a criação de um “produto turístico integrado e em rede com os Patrimónios Mundiais do Centro”, onde se incluem o Convento de Cristo, o Mosteiro de Alcobaça, o Mosteiro da Batalha e a Universidade de Coimbra – Alta e Sofia.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome