Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 31, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: CDU contra “aliança” que visa paralisar funcionamento da Câmara

A Concelhia da CDU de Tomar promoveu na tarde desta terça-feira, 18 de outubro, uma conferência de imprensa onde dá conta da sua “perplexidade” em relação aquilo que consideram ser uma “força de bloqueio” no executivo camarário de Tomar. “Os vereadores do PSD, o vereador Pedro Marques e o vereador Rui Serrano (PS) juntaram-se  numa aliança que visa paralisar a Câmara e impedir o seu normal funcionamento”, referiu Paulo Macedo, questionado mesmo se este não será um “ataque concertado” ao normal funcionamento da câmara.

- Publicidade -

img_9758
Bruno Graça garante que o acordo com o PS é para levar até ao fim Foto: mediotejo.net

Para a CDU, nas últimas reuniões de câmara a “aliança negativa foi reforçada com mais um voto e um novo protagonista, o vereador Rui Serrano”. As principais críticas advêm do facto de algumas propostas terem sido aprovadas, contra a vontade da Coligação PS/CDU, nomeadamente a que ditava que as reuniões de câmara passassem a ser semanais. “A menos de um ano das eleições, esta proposta indica que querem mais tempo de antena e que vão aproveitar o tempo que resta para apresentarem propostas e mais propostas”, considera Bruno Graça.

- Publicidade -

img_9607
Desde que entregou os pelouros que Rui Serrano tem apresentado propostas nas últimas reuniões de câmara Foto:mediotejo.net

Criticam ainda o facto do maior partido da oposição, o PSD, falar em eleições antecipadas logo após o vereador Rui Serrano ter entregue os pelouros, ou seja, quando este bateu com a porta embora não tivesse renunciado ao mandato. Estranham o silêncio que se sentiu em seguida a propósito deste assunto que nunca foi falado em reunião de câmara. “O vereador Rui Serrano está agora numa grande azáfama para mostrar querer resolver o que não foi capaz de fazer nos três anos em que teve pelouros”, criticam. Já Pedro Marques, para a CDU, “está sedento de protagonismo e quer fazer na câmara aquilo que fez na junta urbana, ou seja, não faz nem deixa fazer.

img_9754
Alguns elementos do movimento “Independentes por Tomar” assistiram à conferência de imprensa que se realizou no Café Pepe Foto:mediotejo.net

“A CDU não alinha em golpes e jogadas contra os interesses do povo e do município de Tomar”, sustentam. Questionados sobre o acordo de governação que estabeleceram com o PS, a CDU garante que “é para levar até ao último dia” descartando, no entanto, o cenário de uma candidatura em coligação PS/CDU nas próximas autárquicas. Bruno Graça já foi anunciado como cabeça de lista.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome