Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Canto Firme transforma “M” de maio em “M” de música

O “M” de maio volta a ser “M” de música com o regresso do “Maio Música” entre os dias 5 e 27. A iniciativa organizada pela Canto Firme de Tomar – Associação de Cultura arranca, às 21h00 deste sábado, na Biblioteca Municipal Dr. António Cartaxo da Fonseca e a primeira proposta é o recital em que a pianista Marta Menezes presta homenagem a António Fragoso, no âmbito do centenário da morte deste músico português.

- Publicidade -

O Auditório Fernando Lopes-Graça, na Canto Firme de Tomar, recebe a maioria das atividades, começando com a palestra “Debussy e a «Química Harmónica» destinada ao Piano”, com José Eduardo Martins, e um recital de piano por José Eduardo Martins numa homenagem a Debussy, às 17h00 e às 21h00 de dia 10, respetivamente.

O programa arranca com o recital da pianista Marta Menezes. Foto: Marta Menezes

- Publicidade -

No sábado, dia 19, é Pedro Ferreira quem tem destaque durante o recital de guitarra marcado para as 18h00. A música regressa ao local às 21h00 de sexta-feira, dia 25, com a apresentação do musical “Charlie Chaplin” pelos alunos do Conservatório de Artes e às 18h00 de domingo, dia 27, com o recital que une a tuba de Filipe Carvalho e o piano de Francesca Di Pierro.

Paulo Bernardino (clarinete) e Augusto Baschera (guitarra) passam pelo Complexo Cultural da Levada para apresentar o espetáculo “Êxodo”, a partir das 21h00 de dia 18. O Grupo Coral de Queluz, o Coro Misto da Universidade de Coimbra e o Coro Misto da Canto Firme encontram-se no Convento de Cristo durante o “Encontro de Coros da Primavera”, marcado para as 18h00 de dia 26.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here