Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: Câmara vai poder decidir isenções nos parques de estacionamento cobertos

A Câmara Municipal de Tomar vai poder decidir sobre as isenções a aplicar nos parques de estacionamento cobertos, uma competência que até agora era da assembleia municipal. A proposta foi aprovada após ter sido feito um intervalo de 15 minutos, afim dos líderes de bancada reunirem para chegarem a uma redacção final.
O assunto mereceu um amplo debate, de certo modo, motivado pelo eleito não inscrito, Luís Ferreira, que questionou a presidente de Câmara sobre o que envolvia esta deliberação.

A presidente da autarquia, Anabela Freitas (PS) esclareceu que o que está em apreço passa por atribuir isenções aos participantes de actividades relevantes e com interesse para a economia local.

- Publicidade -

Luís Ferreira considerou que tal é como passar um “cheque em branco” à autarquia, para que esta decida a isenção, uma competência que é da assembleia municipal. “Se temos uma estratégia que passa pela tarifação de ruas esta proposta é contrária a essa estratégia”, argumentou.

Já o eleito Américo Pereira, dos Independentes por Tomar, considerou que “não vale a pena estar a criar grandes problemas a uma situação que irá beneficiar os cidadãos”. Brito Costa, do PSD, referiu não entender como é que, através da isenção, a câmara vai inverter a situação de prejuízo causada por um parque de estacionamento.

Anabela Freitas refere que esta proposta é mais benéfica para os cidadãos porque permite a câmara decidir a isenção a qualquer altura. “Permite que o parque 1 ou 2 possam estar isentados e que quem comprou uma avença mensal seja ressarcido nesse período “, exemplificou.
“A proposta que aqui trazemos passa por encontrar soluções de gerir um equipamento que está a dar prejuízo à câmara”, esclareceu Anabela Freitas.
- Publicidade -

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here