Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: Câmara vai entregar num mês dez novas habitações sociais

A Câmara de Tomar pretende entregar dez habitações de cariz social, localizadas no Bairro Nossa Sra dos Anjos, até ao final de abril. O anúncio foi revelado ao mediotejo.net pelo vereador Hugo Cristóvão, após uma intervenção que fez a propósito de obras que estavam a ser levadas a cabo nestas tipologias na reunião de executivo camarário desta segunda-feira, 14 de março.

- Publicidade -

O vereador da Acção Social informou o restante elenco camarário que estão a recuperar, em parceria com a junta urbana, uma dezena de habitações que estavam libertas neste bairro social, localizado nas imediações dos Pavilhões da FAI.

O vereador explicou ao mediotejo.net que quando o PS iniciou o atual mandato foi criado um Regulamento de Atribuição de Habitação Social, que nunca tinha existido até esse momento. Numa primeira fase, prosseguiu, foi feito um levantamento do que existia, chegando-se a apurar cerca de 150 habitações sociais (100 distribuídas pelo Bairro 1.º de  Maio, 50 no Bairro Nossa Sra dos Anjos e mais algumas espalhadas pelo centro histórico). “Começámos a identificar situações em que havia casas que tinham passado ilegalmente para outras pessoas, ou seja, quem pensávamos já lá não estava a habitar. Algumas destas situações foram resolvidas a bem mas outras tivemos que recorrer por outra via mais burocrática“, explicou.

- Publicidade -

IMG_3331
Vereador Hugo Cristóvão na última reunião de câmara

Em relação ao Bairro Nossa Sra dos Anjos, o vereador Hugo Cristóvão refere que estão, neste momento, 10 habitações libertas e que estão a ser recuperadas em parceria com a junta de freguesia urbana para serem entregues aos agregados familiares que concorreram ao último concurso de atribuição de Habitação Social – cujo resultado vigora por um ano – em função da tipologia das casas. As obras começaram há cerca de um mês e estima-se que pelo menos três ou quatro casas fiquem concluídas até ao início de Abril, devendo as restantes ser entregues às famílias até ao final deste mês.

Questionado sobre o facto de alguma das famílias contempladas ser proveniente do Acampamento do Flecheiro, o vereador refere não ter a certeza mas não exclui a hipótese de o virem a ser com toda “a legitimidade” que isso acarreta.“ Tivemos mais famílias de etnia cigana a concorrem no último concurso pelo que é provável que algumas destas habitações lhes sejam entregues”.  O vereador ressalva que a tipologia das habitações é importante, dado que, por exemplo, não podem atribuir um T3 a um casal sem filhos pelo que poderá ter que existir alguma flexibilidade e existirem saltos na lista. Todos os contemplados irão ser contactados pelo serviços, a seu tempo.

Até este momento, e desde que o actual executivo tomou posse, a autarquia tomarense já entregou cinco habitações sociais no Bairro 1.º de Maio, duas das quais a famílias de etnia cigana. Após um início algo conturbado durante a mudança de um destes agregados, provocado por alguns jovens, nao se registaram mais incidentes neste bairro social. O vereador acrescenta que, após o Bairro Nossa Sra dos Anjos, irão ser arranjadas mais cinco casas no Bairro 1.º de Maio, inclusive a habitação que acolhe temporariamente dois homens que viviam num casarão ao lado do Presídio Militar e que foi, entretanto, demolido. Em Agosto terão que sair.

A habitação social, a par do reforço das políticas sociais, é uma das grandes aposta da coligação PS/CDU que gere a Câmara Municipal de Tomar para 2016.  Como tal, e apesar de já ser público que não virá financiamento comunitário para  construção de novas tipologias, o executivo de Anabela Freitas parece empenhado em investir na recuperação de  habitações sociais.

 

 

 

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome