Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Setembro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Câmara demonstra interesse em receber delegação do TAF de Leiria

A proposta aprovada por unanimidade na reunião pública de dia 2 de agosto foi apresentada pelos vereadores do PSD, no sentido de a autarquia manifestar interesse junto da tutela em receber a delegação do Tribunal Administrativo e Fiscal (TAF) de Leiria, sendo público que existirá descentralização do mesmo.

- Publicidade -

Durante a sessão, a vereadora Célia Bonet (PSD) lembrou que, na reunião de julho, o tema já havia sido abordado.

“Ao longo das últimas décadas temos vindo a perder alguns serviços que eram muito importantes em Tomar, que além de proporcionarem emprego, traziam ao nosso concelho famílias para residir. Algo que tanto precisamos, pois temos vindo a perder população. Todos esses serviços que fomos perdendo, desde hospitais militares, Polícia Judiciária, e mais uma dezena de outros serviços, que outros concelhos, obviamente, aproveitaram, para prejuízo do nosso concelho”, começou por contextualizar.

- Publicidade -

“Ao sabermos que havia a possibilidade da descentralização do Tribunal Administrativo e Fiscal de Leiria para um outro concelho, entendemos que era fundamental tomar a dianteira, mostrar interesse, proporcionar condições, de modo a ganhar essa corrida junto do TAF. Sabemos que o Entroncamento já está muito adiantado nesse sentido, e alguns outros concelhos também, na tentativa de conseguirem essa secção do TAF”, fez saber.

A vereadora disse esperar que “desde julho, tivessem sido tomadas logo todas as diligências no sentido de correr atrás desta possibilidade. Mesmo a nível de Tribunal, ao longo dos últimos tempos, temos vindo a perder algumas competências, sendo que recentemente perdemos três funcionários para um outro tribunal. Perdemos competências territoriais, nomeadamente do Tribunal de Menores, já tínhamos perdido Abrantes, Mação e outros, mas mais recentemente perdemos Alcanena e a Chamusca”, notou.

“Entendemos que deve ser uma prioridade a criação e manutenção de emprego no concelho, logo em julho, assim que se tornou público esta possibilidade, alertámos aqui na reunião e a senhora presidente de Câmara disse que faria de imediato as diligências necessárias para conseguir captar esta secção do TAF de Leiria”, insistiu, acrescentando esperar que “apesar de vir a reunião de Câmara para discussão e votação da proposta, já esteja tudo tratado no sentido de mostrar o máximo interesse e de oferecer todas as condições para conseguir trazer este serviço para Tomar”, concluiu.

Hugo Cristóvão (PS), vice-presidente da autarquia que presidiu à sessão, interveio, referindo que Tomar “ao nível da justiça, perdeu, como muitos concelhos do país perderam, nomeadamente com o governo anterior, com encerramentos feitos pela Ministra Paula Teixeira da Cruz, mas com o atual governo Tomar ganhou/recuperou o Tribunal de Família, que é muito importante, não só pelo número de casos, como pela natureza, e que acabam por envolver muitas pessoas. Foi um bom ganho a esse nível para Tomar”, notou.

“Com esta possibilidade da descentralização do TAF de Leiria há muitos municípios na corrida. Só na Comunidade Intermunicipal, todos os ‘grandes’ estão a concorrer – Abrantes, Tomar, Ourém, Torres Novas, Entroncamento – fora outros de outras zonas. A presidente da CM Tomar, também enquanto presidente da CIMT, também tem escrutínio nestas matérias, naturalmente que somos candidatos, e temos à partida instalações para isso. Vamos ver se é possível. Estamos nessa corrida e temos de lutar por ela”, afirmou.

Sabe-se que Santarém e Entroncamento já manifestaram junto da tutela interesse em receber esta secção do TAF de Leiria, tendo também o tema sido debatido em sede de executivo camarário de Torres Novas e Abrantes.

LER MAIS:

Abrantes | PSD quer município na corrida para acolher delegação do Tribunal Administrativo de Leiria

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome