Tomar | Câmara avança com queixa após novo foco de poluição no Rio Nabão

A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas (PS), confirmou ao mediotejo.net que a autarquia vai avançar com uma nova queixa junto das entidades competentes, após se ter verificado uma situação de poluição no Rio Nabão, esta segunda-feira, 26 de novembro. Para além da água escura, o rio apresentava uma espuma densa de cor amarelada mais visível junto à ilha do Mouchão, em Tomar, na zona do estádio desportivo e jardim infantil.

PUB

“Esta situação ocorreu após ter chovido. Infelizmente, cada vez que chove muito, deparamo-nos com este tipo de situação, sendo que temos feito denúncias e alertado as entidades competentes para tentar identificar os causadores desta situação”, disse Anabela Freitas, após a reunião de câmara.

Os partidos também já reagiram. O Bloco de Esquerda enviou, no mesmo dia, uma pergunta ao Governo salientando que não é a primeira vez que esta situação acontece. O Bloco recorda que, em novembro de 2016, o Ministério do Ambiente informou nada ter “sido detetado de menos correto no funcionamento das ETAR’s de Seiça e do alto do Nabão” e que “não havendo evidências de um incorreto funcionamento das mesmas”, aguardavam-se “os resultados das análises às amostras recolhidas, para retirar alguma conclusão.”

PUB

Refere que a 28 de Março de 2017,o BE voltou a denunciar que o Rio Nabão tinha sido alvo de mais uma descarga poluente, tendo de novo questionado o Ministério do Ambiente sobre o assunto. “Apesar de Ministério do Ambiente e Câmara Municipal de Tomar terem conhecimento dos sucessivos episódios poluentes, as descargas continuam sem que, aparentemente, algo de eficaz tenha sido feito para as impedir”, atestam.

Tomar, rio Nabão esta segunda-feira. Foto: mediotejo.net

Face a esta situação, voltam a questionar o Governo, através do Ministério do Ambiente, se  já tem conhecimento da ocorrência de nova descarga poluidora do Rio Nabão, em Tomar, se já foram identificadas as origens das fontes poluidores do rio Nabão, qual o resultado das análises recolhidas, a montante e a jusante das ETARs acima referidas, nos cursos de água para onde drenam e que conclusão foi retirada?

PUB

Pretende ainda saber o Bloco de Esquerda quais os produtos que estão a ser rejeitados no meio hídrico e que medidas o Ministério do Ambiente vai tomar para evitar que novas e sucessivas descargas no Rio Nabão continuem a suceder.

Também a concelhia do Partido Socialista (PS) de Tomar emitiu um comunicado em defesa da sustentabilidade ambiental do concelho, lamentando mais um foco de poluição ocorrido no rio Nabão, em Tomar, “não obstante todos os esforços do Município de Tomar e do Ministério do Ambiente”.

O PS diz exigir “que as autoridades competentes atuem e que encontrem os culpados destes sucessivos ataques e eventuais crimes ambientais”. Considera ainda o PS que o desenvolvimento económico  deve ocorrer sem implicar custos ambientais.

“Não aceitamos outro modelo de desenvolvimento”, defendem os socialistas.

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here