- Publicidade -

Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Tomar | Câmara aprova apoios a Associação Protetora dos Animais e ACR de Linhaceira no total de 45 mil euros (c/áudio)

O executivo camarário de Tomar aprovou por unanimidade a atribuição de um apoio extraordinário anual no valor de 20 mil euros à Associação Protetora dos Animais da Região do Ribatejo (APAT) para fazer face às despesas de alimentação e gestão do dia a dia no canil intermunicipal. A autarquia aprovou ainda de forma unânime um apoio extraordinário à Associação Cultural e Recreativa de Linhaceira num montante de 25 mil euros, relativo ao uso do pavilhão desportivo.

- Publicidade -

No que concerne ao apoio extraordinário anual a ser atribuído à Associação Protetora dos Animais da Região do Ribatejo (APARR – APAT), no valor de 20 mil euros, a vereadora social-democrata Célia Bonet referiu a falta de fundamentação técnica da proposta, solicitando à autarquia um relatório de atividades da associação que justifique o montante atribuído.

“Parece que estes 20 mil euros se destinam a despesa corrente, portanto, para alimentação dos animais. No nosso ponto de vista, isto deveria ser um dever da Câmara. A Câmara é detentora de um canil municipal e parece-nos que isto não devia ser um apoio extraordinário. É obrigação, no nosso ponto de vista, da Câmara comprar os alimentos, oferecer apoio alimentar e todo outro apoio a todos os animais que aí se encontram”, afirmou ainda, referindo a necessidade de revisão do protocolo existente, que data de 2015.

- Publicidade -

Lembrando que o canil intermunicipal é gerido em conjunto pelos Municípios de Tomar, Ferreira do Zêzere e pela APAT, o vice-presidente da autarquia tomarense, Hugo Cristóvão, explicou que Tomar assume cerca de 100 mil euros ao ano em despesas com o canil. “Despesa essa que tem essencialmente que ver com alimentação e tratamentos médicos, e também água e luz”, disse.

O autarca lembrou que a APAT tem também gastos de alimentação e de pagamento de alguns serviços prestados por voluntários ao nível de limpeza de boxes e tosquia de animais, bem como despesas do seu funcionamento diário, sublinhando que esta é “a única associação do concelho que presta esta atividade” e que “subsiste muito do voluntariado e de alguns mecenas mas que, obviamente, não chega para aquilo que são as suas despesas”.

“Se o Município não apoiar esta associação – e ajudamos porque entendemos que tem sido um enorme parceiro do Município – provavelmente estaria em risco de fechar e achamos que é absolutamente indispensável”, acrescentou ainda.

ÁUDIO | Vice-presidente Hugo Cristóvão fala sobre canil intermunicipal

Quanto ao protocolo referido por Célia Bonet, Hugo Cristóvão deu conta de que o Município de Tomar enviou já uma proposta ao Município de Ferreira do Zêzere no sentido de rever o existente, que “não tem qualquer correspondência com a realidade”.

PSD salienta problemas de segurança devido a ataques de cães vadios

Ainda neste ponto, o vereador José Delgado (PSD) alertou para a questão das colónias de gato no concelho bem como a existência de “cães vadios que provocam problemas em termos de segurança de pessoas”. Neste último caso, apontou ainda “ataques a ciclistas” que se têm verificado na freguesia de Serra Junceira.

ÁUDIO | Vereador José Delgado refere questão das colónias de gatos e cães vadios

Em reação, o vice-presidente Hugo Cristóvão disse que a questão das colónias de gatos tem tido uma “intervenção grande” por parte da equipa da autarquia. Temos estado a intervir na cidade e fora da cidade [nas colónias], é um trabalho que está a ser feito. O princípio é deixar os gatos no seu local mas esterilizá-los”, disse o também responsável pelo pelouro referente ao gabinete médico-veterinário que deu como exemplo de colónias intervencionadas a da existente entre a Rua Gualdim Paes e a biblioteca municipal.

Já no caso dos cães, Hugo Cristóvão assume que é “mais difícil” uma vez que têm de ser mesmo recolhidos e que o canil não tem lotação ilimitada.

ÁUDIO | Hugo Cristóvão responde a questão sobre animais vadios

 

O executivo camarário de Tomar aprovou ainda por unanimidade um protocolo de cooperação com a Associação Cultural e Recreativa de Linhaceira para estabelecer as condições de utilização do pavilhão e respetivos balneários sitos no Campo de Jogos de Linhaceira, na Urbanização da Boavista. Além do protocolo, foi ainda deliberada a atribuição de um apoio extraordinário de 25 mil euros.

O vice-presidente da autarquia nabantina refere que a autarquia se propõe, no protocolo, a ajudar na questão da água quente no pavilhão.” O pavilhão não tem ainda circuito de água quente, é um investimento que para a associação… particularmente numa altura em que estiveram sem eventos e sem capacidade de realizar dinheiro e terem capital próprio para investir”, disse Hugo Cristóvão, referindo que “aquilo que é proposto é que o Município ajude – porque também é interessado – e em troca fique com o equivalente número de horas aplicando o mesmo valor que é cobrado nos nossos pavilhões, no regulamento de taxas que está em vigor para os nossos pavilhões”.

“Depois essa gestão é feita por nós, Município, um pouco como acontece com o campo sintético que fizemos no Instituto Politécnico”, acrescentou, dando ainda conta de que existem já duas associações da cidade que passarão a treinar neste pavilhão uma vez que os restantes existentes na cidade estão “bastante preenchidos”.

Relativamente ao apoio extraordinário, o vereador Luís Ramos (PSD) apresentou uma proposta, a vir a reunião de Câmara posterior, sobre a possibilidade de serem também atribuídas ajudas a IPSS “por uma questão de justiça e equidade”.

ÁUDIO | Vereador Luís Ramos sugere apoios extraordinários para IPSS

O vereador social-democrata deixou ainda uma palavra de reconhecimento “a todos os dirigentes [associativos] pelo trabalho desenvolvido”.

Abrantina mas orgulhosa da sua costela maçaense, rumou a Lisboa com o objetivo de se formar em Jornalismo. Foi aí que descobriu a rádio e a magia de contar histórias ao ouvido. Acredita que com mais compreensão, abraços e chocolate o mundo seria um lugar mais feliz.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome