Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Bruno Graça (CDU) assume candidatura à Câmara Municipal com críticas à gestão PS

Bruno Graça, vereador da CDU no executivo camarário de Tomar, força que está coligada com o Partido Socialista na gestão da autarquia, assumiu nesta terça-feira, 25 de abril, que a campanha vai entrar “numa nova fase” uma vez que é, a partir de agora, o cabeça de lista pela CDU à Câmara Municipal de Tomar. Por este motivo, na hora em que entra na corrida eleitoral, não deixou de tecer algumas críticas ao trabalho do executivo socialista, seu parceiro de coligação.

- Publicidade -

Perante cerca de 150 pessoas, que se juntaram num almoço de 25 de abril, na Sociedade Instrutiva e Recreativa Vilanovense, em Vila Nova, na freguesia de Paialvo, Bruno Graça preferiu falar de improviso, uma vez que considera que as palavras devem sair com espontaneidade. “Ao candidatar-me à Câmara de Tomar, neste novo mandato, naturalmente que assumo integralmente a alternativa autárquica que a CDU representa a nível nacional. A CDU não tem nenhuns pontos de contacto com qualquer outra candidatura”, referiu, acrescentando que esta é “uma alternativa de trabalho persistente diário para responder aos pequenos e grandes problemas da população”.

Bruno Graça, vereador na Câmara de Tomar, assumiu esta terça-feira, 25 de abril, que está na corrida à presidência da autarquia Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

Bruno Graça explicou os motivos da sua candidatura à câmara. “Concorremos para levar para a frente um projeto autárquico que encontre as soluções para os grandes problemas que o nosso concelho enfrenta”, disse, reconhecendo que os últimos quatro anos de mandato – e apesar da CDU estar coligada na gestão autárquica – “não resolveram, no essencial, as questões do nosso concelho”.

O candidato da CDU referiu que, por exemplo, o executivo que está à frente da câmara não foi capaz de compreender a importância do desenvolvimento económico e social para o futuro do concelho. “Não podemos pensar no futuro se todos os dias vemos os nossos filhos, os nossos netos a sair do concelho porque não têm cá emprego”, enunciou. Por isso, a grande prioridade do candidato Bruno Graça vai passar pelo desenvolvimento económico, pela captação de investimento e pela criação de emprego.

Almoço foi animado com algumas músicas que lembraram a Revolução dos Cravos Foto: mediotejo.net

“O desenvolvimento económico tem que ser a nossa grande prioridade. Sem resolvermos este problema não conseguimos sair da situação em que estamos. Temos que ser humildes e dizer que, nestes quatro anos, pouco foi feito pelo Parque Empresarial de Tomar. Mudou-se o nome e mais nada. Quem vai visitar o Parque vem imediatamente embora porque aquilo não é atraente. Precisamos de nos virar, de uma vez por todas para o investimento em Tomar e encontrar uma estratégia para implantar um novo aparelho produtivo que produza riqueza”, referiu.

“Esta é a grande linha de atuação da CDU. O caminho não é andar todos os dias a fazer inaugurações de coisinhas sem significado ou tirar fotografias ou para aparecer nos jornais. Os grandes problemas de Tomar têm que ser encarados e resolvidos”, criticou, considerando que os serviços do município devem ser reorganizados.

Candidatos foram apresentados durante um almoço que reuniu cerca de 150 pessoas na Sociedade Vilanovense Foto: mediotejo.net

Para Bruno Graça, com o anúncio da sua candidatura “entrámos numa nova campanha” e que a CDU já mostrou, nas condições em que aceitou trabalhar e nas competências assumidas que tudo foi cumprido. “Tínhamos um vereador, não tínhamos quase força. Se tivéssemos a gestão da câmara municipal outro galo cantaria para o concelho de Tomar”, referiu, apelando ao voto na CDU.

Nesta iniciativa de 25 de abril, a CDU apresentou ainda o seu candidato à assembleia Municipal de Tomar, Paulo Macedo e alguns candidatos à presidência das Juntas de Freguesia: Luís Antunes (Paialvo), Anabela Mota/Os Verdes (Junta Urbana de Tomar), Custódio Ferreira (Madalena/Beselga), Susana Alves (Sabacheira), Joaquim Góis (Além da Ribeira e Pedreira) e Rui Duarte (Casais e Alviobeira).

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome