Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Outubro 16, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Bons Sons premiado nos Iberian Festival Awards

O Bons Sons, que este ano já marca os dias 9 a 12 de agosto nas agendas dos festivaleiros, voltou a ser premiado nos Iberian Festival Awards. O evento musical impossível de dissociar da aldeia de Cem Soldos destacou-se esta quinta-feira, dia 15, entre festivais portugueses e espanhóis nas categorias de “Melhor Campismo” e “Acolhimento e Receção”.

- Publicidade -

O prémio de “Melhor Campismo” foi uma estreia e na cerimónia realizada no Fórum Lisboa também era cobiçado pelos festivais Bilbao BBK Live (ES), Ebrovisión (ES), Maré de Agosto (PT), Milhões de Festa (PT), Musa Cascais (PT), Neopop (PT), Resurrection Fest (ES), Santander Music (ES) e Sonorama Ribera (ES).

O “Acolhimento e Receção” é reconhecido nos Iberian Festival Awards pelo segundo ano consecutivo e o prémio foi disputado com o Azkena Rock Festival (ES), Bilbao BBK Live (ES), Gigante (ES), Leiria Dance oor (PT), Maré de Agosto (PT), Mundaka Festival (ES), O Sol da Caparica (PT), Santander Music (ES) e Vila (PT).

- Publicidade -

Festival Bons Sons. Foto: mediotejo.net

O Bons Sons estava, igualmente, nomeado para as categorias de Melhor Festival de Média Dimensão, Melhor Alinhamento, Melhor Programa Cultural, Melhores Infraestruturas, Contribuição para a Sustentabilidade e Melhor Concerto ao Vivo (Surma).

O evento ibérico que distingue festivais, marcas, media e artistas é promovidos pela APORFEST – Associação Portuguesa de Festivais de Música desde 2016. No primeiro ano, o Bons Sons ganhou nas categorias “Melhor Festival de Tamanho Médio” e “Melhor Contribuição para a Sustentabilidade” e, em 2017, além do galardão do “Acolhimento e Receção” levou para Tomar o de “Melhor Alinhamento”.

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome