Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Segunda-feira, Novembro 29, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Bombeiros Municipais celebram 95 anos com obras à vista no quartel

Numa altura em que o quartel municipal vai entrar em grandes obras de remodelação e ampliação, os Bombeiros de Tomar assinalaram no sábado, 4 de março, a passagem pelo seu 95.º aniversário com um conjunto de cerimónias e discursos na Praça da República, um evento que contou com a presença do secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, entre demais convidados.

- Publicidade -

A empreitada de remodelação foi adjudicada na passada semana pelo valor de 210 mil euros mais IVA à empresa EcoEdifica. O estaleiro já começou a ser montado, não colocando em causa a operacionalidade dos bombeiros. “Estamos a investir nas condições físicas de trabalho dos nossos homens e mulheres com as obras de remodelação, beneficiação e ampliação do quartel de bombeiros, agradecendo publicamente ao senhor secretário de Estado que, desde a primeira hora, tem acompanhado de muito perto aquele que tem sido o nosso périplo burocrático para conseguir um financiamento para as obras”, disse a presidente da Câmara, Anabela Freitas (PS), durante a cerimónia.

Cerimónias saíram do quartel para a Praça da República Foto: mediotejo.net

- Publicidade -

“Para que os bombeiros possam desempenhar a sua função com profissionalismo e eficácia é imprescindível que aos mesmos sejam dadas todas as condições físicas, formativas, de valorização profissional e de reconhecimento pelo seu trabalho”, prosseguiu Anabela Freitas, deixando claro à população que os municipais de Tomar estão preparados para dar o seu contributo ao Serviço Nacional de Protecção Civil.

A autarca referiu que a Câmara de Tomar, enquanto entidade detentora do Corpo de Bombeiros tem, ao longo dos últimos três anos, desenvolvido um trabalho significativo para criar essas condições. Exemplo disto foi o aumento da capacidade operacional da corporação, através da aquisição de quatro novas ambulâncias, investindo em fardamento, equipamentos de Proteção Individual (EPI’S) e equipamento para a equipa de Busca e Resgate em Estruturas Colapsadas (BREC).

Comandante dos Bombeiros de Tomar, Carlos Gonçalves, na entrega de insígnias Foto: mediotejo.net

Frisou que a câmara concorreu a fundos comunitários com vista a adquirir duas viaturas, um veículo florestal de combate a incêndios e um veículo tanque tático florestal, “visto que aquele que possuímos tem mais de 30 anos”.  Anabela Freitas referiu que investiram ainda “na formação de todos os elementos do corpo de bombeiros e na formação quer junto da população escolar, quer junto dos presidentes de junta bem como da população em geral enquanto agentes da proteção civil que somos todos”.

A autarca aproveitou a presença do secretário de Estado para partilhar duas preocupações. “Urge, e de que maneira, a regulamentação dos Corpos de Bombeiros Mistos detidos por câmaras municipais como é o caso do Corpo de Bombeiros de Tomar”, disse, frisando o esforço financeiro que é suportado no orçamento municipal.

A outra preocupação prende-se com a necessidade urgente da regulamentação da carreira dos bombeiros profissionais. “Num teatro de operações não se olha à sua condição, se são voluntários ou se são profissionais. se são oriundos de corpos detidos por autarquias ou por associações. Estes homens e estas mulheres merecem que a sua carreira seja regulamentada e valorizada”, defendeu.

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, referiu que os bombeiros prestam um serviço inestimável aos portugueses, sendo justo frisar o seu espírito solidário. Destacou o esforço do Governo em melhorar e anunciou que está a ser preparada nova legislação que vai ter um forte impacto nos principais agentes de proteção civil mas também no que respeita aos bombeiros profissionais.

No que diz respeito a estes últimos, está a ser revisto o seu estatuto profissional de modo a regulamentar a sua carreira, dado que existe uma gritante desatualização em relação. “É urgente ter um novo olhar, eliminando incongruências e disparidades que não fazem sentido”, atestou.

 

2.º Comandante, Vítor Tarana, recebeu o crachá de ouro das mãos do Secretário de Estado Foto: mediotejo.net

Durante esta cerimónia, o 2.º Comandante Vítor Tarana foi agraciado com o crachá de ouro devido aos 36 anos que já dedicou ao corpo de bombeiros de Tomar. Uma proposta que partiu da Câmara Municipal à Liga Portuguesa dos Bombeiros, homenagem que, por todos, foi considerada “mais que justa”.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome