Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Setembro 19, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | “Bibliotecando” no Complexo Cultural da Levada (c/vídeo)

“Ética é o carácter, Estética é o que pode ser compreendido pelos sentidos”. Foi com estas palavras de Guilherme D’ Oliveira Martins arrancou na manhã desta sexta-feira, 4 de maio, a 9.ª edição do “Bibliotecando em Tomar”, um evento que passou da Biblioteca Municipal de Tomar para o Complexo Cultural da Levada, mais próximo do coração da cidade.

- Publicidade -

Guilherme d’ Oliveira Martins, presidente da Comissão de Honra, foi convidado a proferir a palestra de abertura, explicando que o tema que escolheu para esta edição assenta na relação entre a ética, a estética e a dignidade humana. “Esta dignidade não pode deixar de ser devidamente salientada”, realçou, acrescentando que “ao falarmos de Educação estamos a falar de um caminho que começa pela ética e pela estética”.

Guilherme d’ Oliveira Martins disse ainda que “é preciso compreender a cultura como a cultura do espírito”, o lançar a semente à terra e que a mesma dê frutos. Disse ainda estar preocupado com o facto do homem ter vindo a destruir a natureza e a sustentabilidade do planeta, devendo nós ter o dever de preservar o que recebemos e dar às gerações futuras esse Património nas melhores condições.

- Publicidade -

“O nosso primeiro dever ético e estético é defender valores humanos e que estão enraizados: o bem, o bom, o belo, o justo e o verdadeiro”, disse.

Guilherme de Oliveira Martins proferiu a palestra de abertura desta sessão Foto: mediotejo.net

Agripina Vieira, da Comissão Organizadora disse que o número de inscrições tem vindo a aumentar de ano para ano, sendo que esta 9.º edição resultou do trabalho de uma vasta equipa, do qual destaca o presidente da Comissão de Honra, Guilherme de Oliveira Martins, que delineou o programa.

“Ao longo dos anos temos procurado construir espaços que se querem de reflexão e de discussão em torno de temas centrais da nossa existência enquanto sociedade, olhados sempre a partir de ângulos e campos de análise diferenciais”, disse, acrescentando que o que se pretende “é argumentar sobre as diferentes e as diversas realizações do belo e do bem”.

No evento foi homenageado publicamente o professor António Carlos Godinho que decidiu retirar-se o ano passado deste projeto por ele iniciado.

A presidente da Câmara de Tomar, Anabela Freitas, disse que o “Bibliotecando” decorre este ano num espaço que foi requalificado e que também conta a história de Tomar, convidando os presentes a visitar o mesmo onde se localiza a primeira Central Eléctrica do país.

“É um espaço que pretendemos que tenha multifunções porque os espaços têm que ser vivenciados, tocados e usufruídos”, referindo que o mesmo irá ser apresentado à população em setembro durante as Jornadas Europeias do Património.

Professor António Carlos Godinho, mentor do evento, foi homenageado nesta sessão de abertura Foto: mediotejo.net

Anabela Freitas disse ainda que os participantes do “Bibliotecando” podem ainda desfrutar de um evento que decorre no sábado, 5 de maio, ali perto no Mouchão Parque: o Congresso da Sopa.

“Celebra este ano uma data simbólica: 25 anos e editamos um livro que assinala esta data. Além disso, o Congresso sempre teve um cariz social (com parte da receita ser entregue ao CIRE) e este ano introduzimos um tema inclusivo e vamos ter mulheres de etnia cigana a vender aventais alusivos aos 25 anos do Congresso da Sopa que elas fizeram, no âmbito do projeto Escolhas”, anunciou, acrescentando ainda que também vão existir tigelas alusivas às bodas de prata e um espaço para as crianças, permitindo que os pais desfrutem mais do evento.

O evento “Bibliotecando em Tomar” termina este sábado, 5 de maio, resultando de uma organização conjunta do Agrupamento de Escolas Nuno de Santa Maria, Câmara Municipal de Tomar, Centro de Formação dos Templário, Centro Nacional de Cultura, Instituto Politécnico de Tomar e da Rede de Biblioteca Escolares.

Tomar / Bibliotecando – Sessão de Abertura no Complexo Cultural da Levada – Autarca

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 4 de Maio de 2018

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome