Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Setembro 21, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Biblioteca Municipal assinala 22º aniversário com remodelação à vista

A Biblioteca Municipal de Tomar António Cartaxo da Fonseca comemorou no dia 15 de novembro o seu 22º aniversário, tarde em que se sopraram as velas. O momento foi assinalado com a entrega de lembranças aos melhores leitores do ano, todos com uma média aproximada de um livro requisitado por cada semana. A vencedora foi Diana da Cunha Fernandes, jovem de 12 anos, que requisitou um total de 90 livros, um feito que mereceu distinção.

- Publicidade -

Na sessão esteve a autarca Anabela Freitas, juntamente com a vereadora Filipa Fernandes e o vereador Hélder Henriques, entre demais representantes de instituições e entidades concelhias. A presidente da Câmara assegurou que irão ser feitas obras de remodelação naquele equipamento, com vista a melhorar o conforto dos utilizadores e a iluminação, lê-se em informação divulgada pelo município.

A Biblioteca promoveu ainda algumas atividades para celebrar este aniversário, nomeadamente a instalação e oficina “Máquina de Escrita Contínua”, um atelier de mosaico para adultos, a sessão de contos “Grimmalhadas” para os mais novos e o espetáculo “Embruxalados”.

- Publicidade -

Sobre a história da leitura pública e da Biblioteca Municipal de Tomar

Recorde-se que 1963, a Câmara Municipal aprovou o projeto de reconstrução da Casa Quinhentista [ atual Casa Manuel Guimarães, que é sede da Assembleia Municipal tomarense] e a sua adaptação a Biblioteca Municipal, tendo contado com o trabalho de Manuel da Silva Guimarães na organização do espaço e dos fundos bibliográficos.

Os fundos contaram com doações valiosas de António Cartaxo da Fonseca, que dá o nome à Biblioteca Municipal, mas entre os beneméritos surgem Vieira Guimarães, Augusto Tamagnini, Fernando (Nini) Ferreira, Fernando Lopes-Graça e José-Augusto França. Também Manoel de Matos é indicado na listagem, como tendo oferecido uma coleção de moedas, tapeçarias e mobiliário para o edifício da Rua Silva Magalhães.

No ano de 1989 a autarquia adere à Rede de Leitura Pública, através de um contrato-programa que permitiu a construção do atual edifício, aquisição do equipamento e mobiliário e o fundo documental. Também o fundo documental pertencente à Biblioteca Fixa nº72 de Tomar, da Fundação Calouste Gulbenkian, passou a integrar o acervo da nova Biblioteca tomarense.

fonte: CM Tomar

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome