- Publicidade -
Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Tomar | Após 18 anos, Junta de freguesia de São Pedro conseguiu alargamento do cemitério

A Junta de freguesia de São Pedro, no concelho de Tomar, conseguiu finalizar um processo de 18 anos para alcançar a ampliação do único cemitério da freguesia, que tem mais de 3 mil habitantes. Em comunicado, a junta de freguesia diz orgulhar-se “da forma como conduziu o processo de alargamento do cemitério”, sendo que o espaço “tem sido cuidado com a dignidade que merece”.

- Publicidade -

Há quase duas décadas que a junta de freguesia iniciou as diligências para conseguir avançar com o alargamento do espaço, considerando a gestão e utilização de campas “uma prioridade”, lembrando que era então presidente da junta António Vicente.

“Com reuniões na Câmara Municipal e simultaneamente procurando ir ao encontro do proprietário do terreno do lado Sul, sem sucesso. Como não tínhamos resposta positiva do proprietário, tentámos com a Câmara a via da expropriação mas não foi conseguido. Muitas burocracias e poucos resultados ao mesmo tempo que a falta de campas era uma realidade e uma preocupação constante”, refere a junta no mesmo comunicado.

- Publicidade -

“Contudo, e porque somos uma equipa determinada e que não desiste nos obstáculos, conseguimos, em julho de 2017 adquirir o terreno aos proprietários João Silva Martinho e Nadir Machado, que efetivaram a escritura de aquisição 20 de julho de 2017”, refere-se.

Foto: JF São Pedro

Foi lançado um procedimento de aquisição, em duas fases da obra de ampliação, num valor de cerca de 100 mil euros, contando com comparticipação da Câmara Municipal de Tomar e investimento da Junta de Freguesia num valor de 60 mil euros.

Este processo teve ponto final a 9 de maio, com a cerimónia de bênção da ampliação do cemitério há muito desejada por todos, tendo contado com a presença do Padre Herlander, do vice-presidente da CM Tomar, Hugo Cristovão e do vereador Luís Ramos, do presidente da Assembleia de Freguesia, José Marques, e do executivo da Junta de Freguesia, Lurdes Ferromau Fernandes, António Vicente e Marta Pedro, além de outros membros da Assembleia de Freguesia, representantes de empresas e cidadãos.

“A Junta de Freguesia agradece a todos quantos apoiaram esta obra, bem como a todos quantos continuam a cuidar de um local com tanto significado para as famílias”, conclui o executivo da freguesia, visivelmente orgulhoso pelo feito, que encerra uma luta de quase duas décadas.

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome