Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Outubro 22, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar | Apoios ao associativismo com candidaturas abertas até 15 de dezembro

O Município de Tomar abriu a fase de candidatura aos apoios ao associativismo a atribuir em 2020. As candidaturas devem ser feitas até dia 15 de dezembro em formulários próprio. Recorde-se que a autarquia propõe duas modalidades de apoio às coletividades, associações e clubes do concelho para atividade regular ou apoio a eventos e atividades pontuais.A formalização das candidaturas poderá ser feita online ou presencialmente no Gabinete de Apoio ao Associativismo.

- Publicidade -

Segundo informação enviada à imprensa, o processo será semelhante ao dos anos anteriores. Como tal, “vai estar disponível às associações de natureza cultural, recreativa, juvenil, desportiva, social e outras de manifesto interesse para o concelho, desde que cumpram as normas previstas, sendo os procedimentos feitos através do Gabinete de Apoio ao Associativismo que concentra num só lugar a formalização e gestão das candidaturas a apoios financeiros e logísticos”.

Todas as informações e formulários estão disponíveis em http://www.cm-tomar.pt/index.php/pt/viver/associativismo…, podendo ser obtidos esclarecimentos através do e-mail associacoes@cm-tomar.pt, pelo telefone 249 310 320 ou pessoalmente no Gabinete de Apoio ao Associativismo, que funciona no Complexo Desportivo Municipal (piscinas cobertas).

- Publicidade -

Recorde-se que, no ano de 2019, os apoios às coletividades totalizaram cerca de meio milhão de euros, sendo que 262.914,90 € corresponderam ao Programa 1 (atividade regular), 227.579,02 € ao Programa 2 (realização de eventos e projetos) e 1250 € para o Programa 0 (porta aberta).

Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres, onde não falta a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Viciada no verbo Ir, nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... também por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome