- Publicidade -

Sábado, Janeiro 22, 2022
- Publicidade -

Tomar | António d`Ascensão é o candidato do CDS-PP à junta urbana

O CDS-PP já anunciou qual é o candidato à Junta de Freguesia de Tomar (União de Freguesias de S.João Baptista e Santa Maria) pelo CDS-PP, nas próximas eleições autárquicas. Trata-se de António d`Ascensão, 64 anos, natural da freguesia de S.João Baptista, que foi durante 40 anos empreiteiro de construção civil na especialidade de armador de ferro – estruturas para betão armado, tendo participado na construção de muitos dos prédios da cidade de Tomar, como seja por exemplo, os edifícios das sedes de Freguesia de Santa Maria e S.João Baptista, edifício do CIRE, edifício dos Escuteiros de Marmelais, entre outros.

- Publicidade -

Uma nota enviada para a comunicação social refere que António d`Ascensão e a sua equipa tem como programa político para a freguesia a 8 anos “devolver a cidade aos tomarenses. Pretende-se aproveitar os recursos endógenos da freguesia, como o ambiente e o património cultural”.

Na área do ambiente, pretende-se lutar contra a poluição, melhorar a limpeza das vias públicas, melhorar os sanitários públicos no centro histórico da cidade; bem como, melhorar os jardins da cidade, para devolver de novo a cidade “jardim” aos tomarenses, bem como, criar uma praia fluvial na freguesia urbana. Colaborar com a Câmara Municipal na resolução do problema do Flecheiro e participar no melhoramento das principais entradas de Tomar, em termos de paisagem e em colaboração com os particulares e empresas. Colaborar com a Câmara Municipal na implementação do saneamento básico que falta realizar nalgumas áreas da freguesia.   Melhorar a recolha do lixo e a manutenção das estradas da freguesia em colaboração com a Câmara Municipal.

- Publicidade -

Na cultura: transformar a cidade de Tomar numa cidade cultural de excelência e conhecida no mundo inteiro pela sua actividade cultural, através de museus a criar em parceria com a Câmara Municipal (Museu dedicado aos Templários, Museu da Festa dos Tabuleiros-Culto do Divino Espírito Santo, Museu Municipal de Etnografia e Arqueologia, criação de um núcleo museológico dedicado aos Bombeiros Municipais de Tomar, valorizando equipamentos antigos como carros antigos e outros), valorizar o Forum Romano da Cidade de “Seillium”; valorizar a presença Judaica em Tomar e sua diáspora; a existência de exposições permanentes e sazonais, de pintura, escultura, etc. Apoiar a realização de congressos internacionais, aproveitando as instalações hoteleiras existentes e o Instituto Politécnico de Tomar. Fazer de Tomar, uma capital cultural de uma região e uma das capitais culturais do país em oito anos.

Apoiar o turismo sustentado e colaborar com a Câmara Municipal de Tomar na recuperação do Centro Histórico de Tomar, dar vida à cidade; recuperar parte do comércio tradicional, recuperar o conceito de loja histórica como memórias de uma terra e de um povo. Apostar no turismo cultural; apoiar a sinalização de monumentos e roteiros históricos e culturais na Freguesia, actualmente inexistentes ou insuficientes.

- Publicidade -

Melhorar a circulação do transito na cidade e passadeiras para peões; abrir ao debate público o fecho de algumas ruas do centro histórico. Criar parques de estacionamento gratuitos e modernos. Criar o conceito em Tomar de “Casco Histórico” e desenvolver a implementação de um programa integrado para toda a cidade, onde a requalificação da Várzea Grande passe pela criação de espaços verdes e de lazer, com estacionamento apenas nas áreas em redor, e não, na área central. Em colaboração com as entidades responsáveis da estação de comboios e de camionagem de Tomar melhorar as respetivas estações. Negociar com a CP parte dos terrenos envolventes à estação para a criação de um parque de estacionamento e melhoria paisagística de toda a área envolvente. Colaborar e apoiar as forças de segurança na cidade de Tomar.

A apresentação pública da candidatura tem lugar no próximo dia 4 de março pelas 20 horas no restaurante Lodge, em Tomar.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome