- Publicidade -

Sábado, Dezembro 4, 2021
- Publicidade -

Tomar | Anabela Freitas (PS) quer maior projecção do concelho no panorama nacional e internacional (c/fotos e vídeo)

“As obras são necessárias para dar qualidade de vida aos tomarenses, para acolher bem quem nos visita e para tornar o nosso concelho mais atrativo para os investidores mas a necessidade de fazer parte de redes de modo a projectar o concelho no panorama nacional e internacional, seja pela nossa História, pelo nosso Património, centralidade ou capacidade de realização de eventos, quer recreativos e desportivos, é um trabalho que pode e deve continuar”.

- Publicidade -

As palavras foram proferidas por Anabela Freitas, presidente da Câmara Municipal de Tomar, no momento em que assumiu o seu segundo mandato. “A adesão a projectos culturais, nacionais ou internacionais, que se transformam em projectos económicos é também uma via de desenvolvimento que preconizamos para o nosso concelho”, sustentou.

A cerimónia de tomada de posse dos órgãos autárquicos de Tomar para o quadriénio 2017-2021 realizou-se na manhã de sábado, 21 de outubro, no Cine-Teatro Paraíso. O executivo camarário de Tomar passou a ser composto pelos seguintes eleitos: Anabela Freitas, Hugo Cristóvão, Filipa Fernandes e Hélder Henriques, eleitos pelo Partido Socialista, e José Delgado, Célia Bonet e Luis Ramos, eleitos pelo PSD.

- Publicidade -

Anabela Freitas, presidente da Câmara, no momento em que tomou posse para mais um mandato autárquico Foto: mediotejo.net

“Os próximos quatro anos afiguram-se como anos de muito trabalho. Por um lado, temos um conjunto de obras em curso – algumas delas ansiadas há décadas pelos nossos cidadãos – e, por outro, torna-se imperativo promover uma maior mobilidade dentro do nosso concelho, de forma sustentável, incentivando o uso de transporte suaves”, disse, referindo que estão em curso ou vão ser iniciadas em breve as empreitadas de requalificação de Palhavã, da Várzea Grande ou da Av. Nuno Álvares Pereira. Não esqueceu ainda a construção do Centro Escolar da Linhaceira ou a requalificação de equipamentos desportivos.

A presidente da Câmara de Tomar referiu ainda que os resultados obtidos a 1 de outubro são “o reconhecimento do trabalho realizado durante o seu primeiro mandato”, agradecendo aos vereadores que neste dia cessaram funções no executivo. “Se o resultado é de reconhecimento, o mesmo também é de responsabilidade acrescida pois entendo que a confiança que nos foi depositada tem como contrapartida uma exigência que é muito maior na resolução dos problemas dos tomarenses”, disse.

Referiu ainda que “no concelho ainda existe um problema de habitação social para resolver, sendo que apesar de já ter sido iniciada a sua resolução urge concluir”, não esquecendo “a necessidade premente de aumentar o saneamento básico no território bem como de requalificar o parque empresarial e criar mais zonas com apetência para fixar a actividade empresarial.

A autarca socialista elencou dois desafios para os próximos quatro anos:  o conjunto de competências que administração central pretende delegar nas autarquias e a reorganização administrativa do território, no âmbito do próximo quadro comunitário. “Onde é que Tomar quer estar? Em Lisboa ou na região centro? O local onde ficarmos afectará o diz a dia de todos nós. Destas decisões depende o futuro de décadas de Tomar”, disse.

Filipa Fernandes é a nova vereadora do Partido Socialista no executivo camarário Foto: mediotejo.net

José Delgado, vereador do PSD no executivo camarário de Tomar, no momento em que tomou posse Foto: mediotejo.net

Para a assembleia municipal de Tomar tomaram posse os seguintes eleitos: José Manuel Pereira (PS), Hugo Costa (PS), João Henriques Simões (PS), Maria Fátima Duarte (PS), José Vasconcelos (PS), Susana Faia (PS), Vasco Marques (PS), Nuno Ferreira (PS), Sílvia Silva (PS), António Costa Marques (PS), João Tenreiro (PSD), Ricardo Lopes (PSD), Maria Fernanda Correia (PSD), Luís Francisco (PSD), Casimiro Serra (PSD), Isabel Boavida (PSD), Rui Gomes (PSD), António Jorge (PSD), Maria da Luz Lopes (Bloco de Esquerda), Paulo Macedo (CDU) e António Silva (CDU).

Amâncio Ribeiro, eleito pelo PS, é o novo presidente de Junta de Paialvo Foto: mediotejo.net

De igual modo, tomaram posse, por inerência de funções, na assembleia municipal os presidentes de junta das 11 freguesias do concelho: Carlos Rodrigues (PS) – Asseiceira; Maria José Serra (PSD) – Carregueiros; Jorge Rosa (PSD) – Olalhas; Amâncio Ribeiro (PS) – Paialvo; Maria Lurdes Fernandes (PSD) – São Pedro; Antonio Graça (PS) – Sabacheira; Alexandre Horta (PSD) – União de Freguesias de Além da Ribeira e Pedreira; João Alves (PSD) – União de Freguesias de Casais e Alviobeira; Arlindo Nunes (PS) – União de Freguesias de Madalena e Beselga; Américo Pereira (Independentes do Nordeste) – União de Freguesias de Serra e Junceira e Augusto Barros (PS) – União de Freguesias de São João Baptista e Santa Maria dos Olivais.

Fátima Duarte, José Pereira e António Costa Marques fazem parte da mesa eleita para a assembleia municipal Foto: mediotejo.net

Nesta sessão procedeu-se ainda à eleição da mesa da assembleia municipal para o mandato 2017-2021, tendo-se apresentado duas listas a sufrágio, uma da bancada do PSD e outra do PS. Com 16 votos a favor, 13 contra e três brancos acabou por ser eleita a seguinte mesa: José Pereira (PS) – presidente; Fátima Duarte (PS) – 1.ª secretária e António Costa Marques (PS) – 2.º Secretário.

José Pereira volta a ser o presidente da assembleia municipal para o mandato de 2017-2021 Foto: mediotejo.net

José Pereira, que foi reeleito presidente da mesa da assembleia municipal de Tomar, pelo Partido Socialista, proferiu algumas breves palavras. “Tudo farei para que a missão que nos é confiada como órgão fiscalizador, representando o povo tomarense, acompanhando no seu todo o executivo municipal”, disse, acrescentando que vão fazer cumprir todas as deliberações. “É necessário continuar o trabalho, com grande dedicação, para colocar o concelho no lugar que ele merece”, disse, agradecendo o apoio e o reconhecimento recebido.

Anabela Freitas com o ramo de flores que lhe foi entregue pelo filho Tomás Foto: mediotejo.net

No final desta cerimónia, Anabela Freitas recebeu um ramo de flores do filho Tomás, de 15 anos, com o qual fez questão de posar para a foto oficial de tomada de posse.

Tomar – Tomada de posse dos órgãos autárquicos. Discurso da presidente da câmara municipal, Anabela Freitas

Publicado por mediotejo.net em Sábado, 21 de Outubro de 2017

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome