Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Agosto 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: Alunos do IPT rejuvenescem Charolinha da Mata dos Sete Montes

Já está concluída a intervenção na Charolinha, um elemento patrimonial situado no mata dos Sete Montes em Tomar. A indicação foi dada pelo vereador da CDU, Bruno Graça, na reunião de segunda-feira, 1 de agosto. A acção foi devidamente autorizada pela Direção-Geral do Património Cultural, que tutela a Mata Nacional dos Sete Montes, e pelo Instituto da Conservação da Natureza.

- Publicidade -

A Charolinha trata-se de uma “casa de fresco” construída no séc. XVI, da autoria de João Castilho, responsável por diversas obras do Convento de Cristo, que pode ser apreciada por quem atravessa a Mata dos Sete Montes, no meio da vegetação frondosa. É uma espécie de torre cilíndrica rodeada por um fosso coberto de água por uma nascente natural.

DSC01334 (1)
Charolinha antes da intervenção. Foto: D.R.

- Publicidade -

Bruno Graça explicou que a  intervenção enquadrou-se na estratégia do município de Tomar de valorização do património histórico e paisagístico do concelho e esteve a cargo do Instituto Politécnico de Tomar, através da celebração de um protocolo, tendo-se iniciado em Novembro de 2015.

“Estas obras resultaram de uma parceira entre o Município e o IPT. O trabalho foi conduzido pelo professor Fernando Costa, no âmbito das aulas de Conservação e Restauro”, explicou, agradecendo ao professor, aos alunos e ainda à  Directora do Convento de Cristo, que cedeu equipamentos.

Pela parte do município, houve apoio logístico e cedência de material, para além da condução do processo de autorizações junto do Governo. “Este é um bom exemplo do que pode e deve ser feito naquele espaço”, afirmou.

charolinha 1075937641790465_n
Após a intervenção dos alunos do IPT. Foto: mediotejo.net

Ainda sobre este assunto, o vereador dos Independentes por Tomar, Pedro Marques referiu que, aproveitando a intervenção na Charolinha, e em acções futuras, é necessário proceder a um relatório antecipado sobre as intervenções a realizar, uma vez que a gestão da Mata não é da Câmara de Tomar mas sim do ICNF – Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

Já a presidente da autarquia, Anabela Freitas, reconheceu que o ICNF “não tem demonstrado grande vontade” para continuar as conversações sobre o protocolo de gestão da Mata pelo que a gestão do espaço deverá permanecer a cargo da tutela, contrariamente ao que seriam as pretensões do município.

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome