Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Agosto 3, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Tomar: Al-Jiçç Quartet traz música mediterrânica ao Jardim da Várzea Pequena

O tempo quente no Jardim da Várzea Pequena não dura três, mas sensivelmente dois meses e é trazido pelo “Verão no Coreto” que tem dado vida aquele espaço desde o início de julho. Até ao final da iniciativa estão previstos mais seis espetáculos, quatro em agosto e dois em setembro, e o próximo traz a Tomar a música mediterrânica do Al-Jiçç Quartet na sexta-feira, dia 19.

- Publicidade -

O cartaz da iniciativa “Verão no Coreto” foi pensado para agradar a diferentes gostos musicais e inclui atuações de grupos locais – bandas filarmónicas, ranchos folclóricos, grupos de cantares e associações culturais – concertos de world music e um encontro de bandas entre os dias 2 de julho e 3 de setembro.

Na próxima sexta-feira, o coreto recebe o primeiro espetáculo de world music com o ritmo do Al-Jiçç Quartet, um projeto ligado à criação e improviso de melodias inspiradas na música mediterrânica que surgiu em Algés pelo clarinete-baixo de Gonçalo Lopes e o trompete de Nuno Damião.

- Publicidade -

A dupla transformou-se num quarteto em 2010, seis anos depois de ter surgido, com a entrada de Francisco Artur (contrabaixo) e Vítor Costa (bateria). Desde então, os temas dos álbuns “Mostrar” (2011), “Estórias de Kars” (2015) e “Livro de Areia” (2015) conquistaram o reconhecimento da crítica portuguesa em meios de comunicação social como a revista Time Out, o Jornal de Letras e a Antena 2.

Os quatro músicos têm carreiras ligadas a projetos e nomes de relevo do panorama musical português e estrangeiro e o concerto desta sexta-feira em Tomar, às 22h00, faz parte de uma agenda em que constam ambientes de festival (Andanças e Festa do Avante) e mais intimistas (Music Box, Fábrica do Braço de Prata, Páginas Tantas e Teatro A Barraca).

O “Verão no Coreto” continua no sábado com o estilo musical muito diferente do Grupo de Música Ligeira da Sociedade Recreativa e Musical da Pedreira, às 22h00, e a tradição portuguesa e a gypsy word music chegam na semana seguinte pelo Rancho Folclórico “As Lavadeiras” de Asseiceira (dia 26) e o grupo Gapura (dia 27).

A iniciativa termina em setembro com as atuações dos ranchos folclóricos de S. Miguel de Carregueiros (dia 2) e “Os Canteiros” da Pedreira (dia 3).

Nasceu em Vila Nova da Barquinha, fez os primeiros trabalhos jornalísticos antes de poder votar e nunca perdeu o gosto de escrever sobre a atualidade. Regressou ao Médio Tejo após uma década de vida em Lisboa. Gosta de ler, de conversas estimulantes (daquelas que duram noite dentro), de saborear paisagens e silêncios e do sorriso da filha quando acorda. Não gosta de palavras ocas, saltos altos e atestados de burrice.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome