TAGUS | 607 mil euros de apoio ao investimento em Abrantes, Constância e Sardoal

Moinhos de Entrevinhas, no Sardoal. Foto: mediotejo.net

A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior tem disponíveis 607 mil euros para apoiar projetos a realizar nos concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal, que se insiram na “Transformação e Comercialização de Produtos Agrícolas”, nas “Cadeias Curtas e Mercados Locais” e na “Renovação de Aldeias”.

PUB

O período para apresentação de candidaturas aos apoios da TAGUS, para investimentos na modernização e capacitação de empresas, está aberto até 31 de Maio. Segundo a associação, irá dar-se prioridade a projetos relacionados com a transformação e comercialização de produtos provenientes do olival, frutos vermelhos, biológicos e hortofrutícolas.

Nesta operação, inserida no âmbito da iniciativa comunitária do Portugal 2020, promovida pelo PDR2020 e co-financiada pelo Fundo Europeu Agrícola de Desenvolvimento Rural (FEADER), são valorizadas candidaturas que contemplem criação de postos de trabalho, valorizem o uso ou melhoria da eficiência energética e inove nas formas de comercialização, recorrendo a plataformas electrónicas.

PUB

Quanto à vertente “Cadeias Curtas e Mercados Locais”, o prazo para apresentação de candidaturas vai até 30 de Junho. Estes investimentos, em armazenamento, transporte e aquisição de pequenas estruturas de venda, ações de sensibilização e educação, ou modernização de mercados locais, devem promover o contacto direto entre produtores e consumidores.

A esta ação podem concorrer associações de desenvolvimento local, autarquias, organizações de agricultores ou parcerias constituídas no mínimo por três produtores, lê-se na nota da TAGUS-RI.

PUB

Na linha de apoio “Renovação de Aldeias” a associação pretende que sejam candidatos projetos que “preservem, conservem e valorizem os elementos patrimoniais e ambientais, tais como recuperações ou beneficiações de património integrado em rotas temáticas, definição e sinalização de percursos em torno dos recursos endógenos e acções de divulgação e animação de equipamentos turísticos”. Porém, do território de abrangência da TAGUS estão excluídas nesta medida intervenções nas freguesias urbanas de Abrantes (União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede e União de Freguesias de S. Miguel do Rio Torto e Rossio ao Sul do Tejo). O período de receção de candidaturas nesta medida vai até 30 de Junho.

Os projetos a apresentar para estas três operações podem ir aos 200 mil euros de investimento por projeto e serão apoiados em 50% das suas despesas elegíveis, com a exceção da linha destinada aos pequenos investimentos na transformação e comercialização de produtos agrícolas em que o máximo de comparticipação é de 45%.

A TAGUS alerta ainda que para submeter a sua candidatura aos apoios, no âmbito do Desenvolvimento Local de Base Comunitária Rural (DLBC Rural), deve ter em atenção a Portaria Nº152/2016 consolidada, assim como, a Orientação Técnica Específica (OTE) aplicável, o aviso de concurso e a Estratégia de Desenvolvimento Local (EDL) da TAGUS. Deve, ainda estar registado no Balcão 2020. Estes apoios, que este Grupo de Acção Local gere, não são reembolsáveis.

Até 2020, a TAGUS vai disponibilizar cerca de 1,9 milhões de euros para projectos em Abrantes, Constância e Sardoal, no âmbito do FEADER. Para mais informação e consulta dos avisos, legislação e submissão de projecto, deve ir ao sítio na Internet da TAGUS (em www.tagus-ri.pt) ou do PDR2020 (em www.pdr-2020.pt).

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).

- publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here