Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sábado, Julho 24, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Taça do Ribatejo: Riachense afasta União de Tomar da Taça e está nas Meias-Finais

28 de fevereiro de 2016, 15 horas, Riachos

- Publicidade -

Taça do Ribatejo de Seniores – Quartos de Final

Clube Atlético Riachense 2 – União Futebol Comércio e Indústria de Tomar 1

- Publicidade -

Crónica do jogo por Jorge Duarte

IMGP0120
Jorge Duarte

Jogo típico de taça em que as duas equipas sabiam que uma tarde menos boa ditava a eliminação da prova.

Do lado do União de Tomar, o jogo começou antes do apito inicial do árbitro, com o treinador Lino Freitas a esconder ao máximo a equipa que iria jogar, tendo fornecido a constituição da equipa mesmo em cima da hora.

Depois do apito inicial do Arbitro Duarte Escudeiro, o Atlético Riachense procurou ser a primeira equipa a mandar no jogo, tendo criado duas situações de golo feito que Freitas e Moleiro desperdiçaram, sendo que na resposta e procurando equilibrar o jogo, o União de Tomar através de uma das surpresas  no onze inicial, Rui China, enviou a bola ao poste, com o esférico a rondar a linha de golo, mas quase por milagre não entrou na baliza de Rui Galrinho.

Até ao intervalo o jogo continuou equilibrado, com muita luta e com pouco espaço para se jogar, mas sempre com os da casa a serem mais agressivos a procurar a baliza contrária, tendo ainda antes do intervalo conseguido mais duas situações de golo. Na primeira o guarda-redes Fábio realiza uma boa defesa e na outra João Guerreiro desperdiçou um golo quase em cima da baliza. Do lado da equipa nabantina foi Tiago Vieira que rematou cruzado à baliza do Riachense, mas a bola saiu para a malha lateral. Ainda antes do intervalo, Galrinho, guarda-redes dos riachenses, teve que se aplicar para não deixar passar um remate traiçoeiro, cedendo canto.

Ao intervalo o nulo aceitava-se, pela ineficácia das duas equipas.

A segunda parte começou igual, com pouco espaço e até sem grandes ocasiões de golo, até acontecer o primeiro, por João Guerreiro ao minuto 65. Este golo teve o condão de abrir o jogo, tendo-se assistido até ao minuto 70 aos restantes golos da partida. O União de Tomar reagiu bem ao golo sofrido, chegando ao empate pelo seu capitão Nuno Rodrigues. Reagindo também bem ao golo sofrido, o Riachense saiu em busca da vantagem, o que aconteceu na sequência de um canto em que Freitas ficou sozinho e fez um bonito golo.

Depois do segundo golo o Riachense começou sobretudo a pensar em não deixar jogar o União de Tomar, pondo mais calma no jogo e nas reposições de bola, o que dificultava as intenções nabantinas, que até final ainda assustou o guardião da casa mas não conseguiu o empate que forçasse a marcação das grandes penalidades.

Para o trio de arbitragem não foi uma tarde descansada, mas tirando um ou outro lance que possam ter levantado algumas duvidas acabou por realizar um bom trabalho.

Ficha do jogo

Campo Coronel Mário Cunha

Árbitros: Duarte Escudeiro, Hélder Carvalho e Rafael Escudeiro

IMG_6364
Trio de arbitragem e capitães de equipa. Foto João Pereira Fidalgo

CA Riachense

Galrinho, Paulito, João Alves, Bernas, Filipe Pereira, Moleiro (Gonçalo), Freitas, João Guerreiro, Júlio Batista, Marco Carvalho e Nalha

Suplentes: Mação, Gomes, Rito, Bernardo Marques, Tiago Silva e Gonçalo

Treinador: Mário Nelson

riachense
Clube Atlético Riachense. Foto João Pereira Fidalgo

União FCI Tomar

Fábio, Pedro Figueiredo (Pélé), Fábio Vieira, Nuno Rodrigues, Douglas, Luís Pedro, Araújo, David Vieira, Tiago (Dylan), Tiago Vieira e Rui China (Wemerson)

Suplentes: Brito, Vinicius, Filipe, André, Pélé, Dylan e Wemerson

Treinador: Lino Freitas

U. Tomar 1
União Futebol Comércio e Indústria de Tomar. Foto João Pereira Fidalgo

Marcadores: João Guerreiro (65′) e Freitas (70′) ; Nuno Rodrigues (68′)

A opinião dos treinadores:

Mário Nelson (Riachense)

Mario Nelson (2)
Mário Nelson

 

Lino Freitas (União de Tomar)

Lino Freitas (2)
Lino Freitas

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here