Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Agosto 5, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Taça do Ribatejo: Fazendense e Mação só nos penaltis decidiram quem ia à Final (com áudio)

25 de março de 2016, 15 horas, Fazendas de Almeirim

- Publicidade -

Taça do Ribatejo de Seniores da Associação de Futebol de Santarém – Meias-Finais

Associação Desportiva Fazendense 1 – Associação Desportiva de Mação 1

- Publicidade -

(5-4 no desempate através das grandes penalidades)

Crónica do jogo por Jorge Beirão

Foto1.1
Jorge Beirão

Complexo Desportivo Professor José Sousa Gomes em Fazendas de Almeirim, relvado sintético.

Tarde com algum sol raiando entre a pouca nebulosidade com vento fraco. Três equipas bem concentradas nas suas funções previamente delineadas. Duas com a preocupação de marcar mais ou sofrer menos golos que o seu adversário, e uma outra, que não marca golos, mas cuja preocupação é cumprir, e fazer cumprir, as leis do jogo.

Assistimos a um primeiro tempo com grandes cautelas e algum receio de parte a parte. Futebol muito disputado e jogado a meio campo, com reforço defensivo na perda da bola, digamos que dois sistemas de jogo muito idênticos. A meio da primeira parte começa a equipa da casa a dar mais nas vistas acercando-se com mais perigo da baliza da equipa de Mação, conseguindo impedir que esta se organize na circulação de bola e partida com rapidez para o contra ataque. No entanto constata-se que a equipa visitante quando de posse da bola e conseguindo que Ducho ,Esteves e Lemos “funcionem” no miolo, o perigo torna-se eminente.

Foi precisamente o que aconteceu muito pouco na primeira parte, tendo Persie algumas vezes que vir atrás “buscar jogo” com Sousa e Rui Bento a ter que ajudar também na cobertura defensiva. A equipa da casa, pese embora o maior discernimento e mais tempo de posse da bola não conseguia superiorizar-se de modo a preocupar a equipa adversária.

Mas como em tudo, costuma-se dizer que quem porfia consegue o que tanto almeja, e foi o que aconteceu ao Fazendense, a dois minutos do fim do primeiro tempo. Num lance dentro da área do Mação, Gonçalo Lélé ao tentar cortar a jogada de perigo para a sua baliza, desvia a bola pela linha de fundo e choca com um adversário, caiem os dois jogadores, mas Lélé demora mais tempo a levantar. O árbitro faz o gesto com os braços no sentido de mandar entrar o massagista, dando ordem para assistir o atleta em causa, este rejeita a assistência, mas o árbitro não aceita a recusa. Gonçalo Lélé é assistido e tem que sair como mandam as regras. Da marcação do canto Salcedas com oportunidade e sem marcação, antecipa-se à defensiva contrária e de cabeça faz viajar a bola ao canto superior direito da baliza de João Rosa inaugurando o marcador e colocando a sua equipa em vantagem.

IMG_7326 Golo do  Fazendense, canto marcado e Salcedas sem oposição de cabeça inaugura o marcador (frente ao guarda-redes).
Lance do golo do Fazendense apontado por Salcedas

Na nossa perspetiva fez falta Gonçalo Lélé na defesa daquele livre de canto, porque esteve sempre no sítio certo em situações semelhantes na primeira parte. Se não necessitava da acção do seu massagista, deveria ter sido mais lesto na indicação ao árbitro, evitando a autorização e a entrada do referido massagista em campo e a consequente saída momentaneamente do jogo.

No segundo tempo, as equipas surgiram mais desinibidas, uma porque tinha vantagem e a outra porque necessitava de recuperar do prejuízo. Foi mais prática a equipa da AD Mação e mais concentrada, ao contrário da AD Fazendense em que por vezes o seu treinador, Rogério Vasconcelos teve que “puxar as orelhas” aos seus jogadores, por erros que causaram alguns calafrios.

Foi portanto uma segunda parte mais conseguida pela equipa visitante, na linha do que havia acontecido na primeira parte com a equipa visitada. No entanto foi uma segunda parte em que se abusou de lances de bola parada, devido a faltas cometidas desnecessariamente e mais alguns livres de canto. Entretanto Paulo Costa faz uma alteração que veio refrescar e reforçar o seu ataque dando origem a uma maior preocupação defensiva por parte da equipa da casa, saiu Rui Bento e entrou Sidi, aumentando também a agressividade e poder de choque da sua equipa na zona atacante.

E é precisamente numa dessas faltas desnecessárias cometida no corredor direito do ataque da ADM, mas devido à pressão constante nesta fase do jogo provocada por esta equipa, que Lemos marca para o poste mais longe da baliza de Nuno Sebastião, onde aparece Saúl, não liberto de marcação, mas mais alto que o seu opositor, que “ficou nas covas”, a cabecear para o fundo da baliza do Fazendense restabelecendo a igualdade. Estavam decorridos sessenta e dois minutos de jogo.

IMG_7333 Golo do empate. Lemos marcou o livre e Saul mais alto que os adversários de cabeça faz o golo da AD Mação
Saul mais alto que o seu marcador direto faz o empate

O jogo tornou-se então mais aberto e mais rápido com a equipa de Mação a ser mais esclarecida neste período, dificultando ou dando maiores preocupações aos homens da casa. Paulo Costa tenta mais uma alteração, eram decorridos setenta e um minutos de jogo, saindo Rui Sousa e entrando Samuel, “dando mais pulmão” à equipa, por cansaço de Sousa, que muito trabalhou no meio campo. No outro lado Rogério Vasconcelos conservava o mesmo onze, que diga-se, até se mantinha coeso em termos defensivos, denotando-se menos velocidade nos homens da frente.

Até final um ou outro lance mais empolgante de ambas as equipas, que esbarrava sempre na organização defensiva das equipas. É aos oitenta e cinco minutos que se opera a primeira e única substituição na equipa de Fazendas de Almeirim, a saída de Isas e a entrada de Pereira, troca por troca no ataque. Esgotados os noventa minutos, com mais cinco de compensação dados por Diogo Vicente, e perante o resultado de um empate a uma bola, que consideramos justo, pela prestação de uma e outra equipa, na primeira a ADF e na segunda parte a ADM, passou-se ao desempate pela marcação de grandes penalidades.

Foram necessários doze penaltis, em que a A.D. de Mação marcou seis falhando duas, por Ducho e Diogo Rocha, tendo marcado Gonçalo Lélé, Lemos, Sidi e Persie. A equipa da A.D. Fazendense marcou seis, tendo falhado uma. Falhou Joel e marcaram Pereira, Liká, Edu, Fábio e Peralta.

Resultado final seis para o Fazendense, cinco para o Mação, passando à final da Taça Ribatejo desta época a equipa de Fazendas de Almeirim.

Quanto à equipa de arbitragem, chefiada por Diogo Vicente, tendo como assistentes Henrique Paula e André Clemente, realizaram um bom trabalho, tanto no aspeto técnico como disciplinar.

Ficha do jogo

Complexo Desportivo Professor José Sousa Gomes

Árbitros:Diogo Vicente, Henrique Paula e André Clemente

IMG_7297
Henrique Paulo, Diogo Vicente e André Clemente

AD Fazendense

Nuno Sebastião, Fábio Fidalgo, Fred, Edu, Liká, Zé Miguel, Salcedas, Luís Carlos, Joel, Isas (Pereira) e Peralta

Suplentes: Alexandre, Miguel Dionisio, Melro, Gabi, Tiago Santos, Zé Costa e Pereira

Treinador: Rogério Vasconcelos

IMG_7304
AD Fazendense

AD Mação

João Rosa, Diogo Rocha, Saul, Lélé, João Vitor, Ducho, Esteves, Bruno Lemos, Rui Sousa (Samuel), Rui Bento (Sidi) e Persie

Suplentes: Mário Lopes, Bernardo, Samuel, Pedro Louro, Jorge Lourenço, Sidi e Rodrigo

Treinador: Paulo Costa

IMG_7306
AD Mação

Marcadores: Salcedas (43′) ; Saul (55′)

Cartão amarelo: Liká (88′), Edu (90′) e Fábio Delgado (92′) ;  Saul (62′) e Pedro Louro (93′)

A opinião dos treinadores:

Rogério Vasconcelos (Fazendense)

IMG_7364 Treinador da A.D. Fazendense Rogério Vasconcelos
Rogério Vasconcelos

 

Paulo Costa (Mação)

IMG_2722
Paulo Costa

 

As grandes penalidades:

IMG_7343 Sidwi marca o 1º penalti
0-1 por Sidi

IMG_7344 Joel remata ao lado
Joel remata ao lado

IMG_7346 Ducho remata por cima da barra
Ducho atira por cima da barra

IMG_7348 LIká não falha
Liká faz o 1-1

IMG_7350 Lélé marca
1-2 por Lélé

IMG_7352 Fábio marcou, mas João quase que evitava o golo
2-2 por Fábio

IMG_7354 Pérsie não dá hipótese a Nuno
2-3 por Persie

IMG_7356 Edu remata para um lado e João lançou-se para o outro
3-3 por Edu

IMG_7357 Lemos marca golo com Nuno a adivinhar o lado mas chega atrasado
Bruno Lemos faz o 3-4

IMG_7359 Pereira marca a 5ª penalidade
4-4 por Pereira

IMG_7360 Diogo Rocha remata para fora
Diogo Rocha falha

IMG_7361 Peralta marca e carimba o passe para a final
Peralta faz o 5-4, concretizando a vitória do Fazendense

Tem 41 anos e uma profissão que tudo tem que ver com jornalismo e informação... Engenheiro Eletrotécnico. O gosto pela informação desportiva ganhou-o ainda criança com o pai e a mãe na rádio. A informação escrita é uma nova aventura. Acredita que o desporto é fator de promoção e desenvolvimento regional e de aproximação "das gentes", pelo que noticiá-lo é um imperativo. Praticou várias modalidades, foi treinador e árbitro de basquetebol. É casado e tem uma filha que o obriga a correr. Colabora na Antena Desportiva da rádio Antena Livre, sendo a rádio uma das suas maiores paixões.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome