Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -
Quarta-feira, Dezembro 1, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

“Sinais de alerta para o cancro da mama”, por Carlos Rodrigues

Outubro é o mês internacional de Prevenção de Cancro da Mama. O médico Carlos Rodrigues explica quais os sinais e sintomas de alerta a que é importante dar atenção.

O cancro de mama é uma verdadeira epidemia, afetando cerca de 1 em cada 8 mulheres.
A principal arma para combater esta doença é o seu diagnóstico precoce. Para tal, é fundamental que todas as mulheres sejam motivadas para a realização do auto-exame da mama, reconhecendo os sinais e alerta, consultando periodicamente o seu Médico (Médico de Família, Ginecologista, Senólogo) e realizando exames de rastreio, como a mamografia e ecografia mamária.

- Publicidade -

- Publicidade -

As recomendações de Sociedades Científicas para o calendário do rastreio são diversas e muito diferentes. Em mulheres sem fatores de risco, deixo o meu conselho: o primeiro exame mamográfico/ecográfico deverá ocorrer entre os 35-40 anos. Após os 40 anos deverá ser anual.

Atualmente, em algumas Unidades de saúde, a mamografia já inclui a realização de tomossíntese, que é uma técnica que permite uma análise tridimensional da mama capaz de detetar a doença em estádios ainda mais iniciais.

- Publicidade -

Importa sempre ter presentes os sinais / sintomas de alerta, que devem motivar a ida rápida ao Médico:
– Qualquer alteração na mama ou no mamilo, quer no aspecto quer na palpação;
– Qualquer nódulo ou espessamento na mama, perto da mama ou na zona da axila;
– Sensibilidade no mamilo;
– Alteração do tamanho ou forma da mama;
– Retração do mamilo (mamilo virado para dentro da mama);
– Pele da mama, aréola ou mamilo com aspecto escamoso, vermelho ou inchado; pode apresentar saliências ou reentrâncias, de modo a parecer “casca de laranja”;
– Secreção ou perda de líquido pelo mamilo.

Carlos Rodrigues

Ginecologista-obstetra, Coordenador da Unidade da Mama do Hospital CUF Santarém.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome