Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Vila escolhida para sede do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil no Médio Tejo

A sede do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil da Comunidade Intermunicipal do Médio Tejo ficará situado na vila da Sertã em 2022, confirmou o município, adiantando em nota de imprensa que a estrutura vai instalar-se no antigo edifício dos Bombeiros Voluntários, que será alvo de requalificação para o efeito, devendo ficar pronto no mês de maio do próximo ano.

- Publicidade -

José Farinha Nunes, Presidente da Câmara Municipal da Sertã em fase final de mandato, revela que recebeu recentemente do Governo a confirmação da vinda desta estrutura para o concelho da Sertã e mostrou-se bastante satisfeito pelo culminar das démarches desenvolvidas pela câmara municipal. À semelhança desta estrutura da CIM Médio Tejo, que ficará na Sertã, serão criadas estruturas semelhantes em todas as CIM (Comunidades Intermunicipais) do país.

A criação do Comando Sub-Regional de Emergência e Proteção Civil decorre do Decreto-Lei 45/2019, que aprovou a nova orgânica da ANEPC (Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil). Apresenta alterações na relação entre os diferentes níveis da administração, central, regional e sub-regional, com a instituição dos comandos regionais e sub-regionais de emergência e proteção civil.

- Publicidade -

O autarca sertaginense referiu tratar-se do regresso deste tipo de estruturas ao concelho, recordando que o primeiro Centro de Comando Operacional do país foi instalado na Sertã, tendo funcionado de 1985 a 2002, sendo depois transferido para a sede de distrito, Castelo Branco, na sequência da reorganização administrativa dos Serviços de Proteção Civil.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome