Sertã | SerQ desenvolve atividades e ações de formação com escolas

O SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta, infraestrutura localizada na Zona industrial da Sertã, desenvolve ações de formação e atividades diversas, por iniciativa própria ou por solicitação de entidades externas. A 24 de março, as crianças da educação pré-escolar e alunos do 1º CEB da Escola do Castelo foram até ao SerQ para aprender e fazer experiências relacionadas com o ambiente e a importância da sua preservação.

No contexto de diversas sessões realizadas desde o início do presente ano letivo, destacam-se as ações realizadas com a Escola Secundária da Sertã e a Escola Básica do Castelo.

Em janeiro, os alunos de Biologia da Escola Secundária da Sertã, deslocaram-se ao SerQ para assistirem a uma aula (teórica e prática) sobre “Os Ciclos de Vida”, desenvolvida pela Professora Isabel Abrantes e assistentes, investigadores e especialistas na área, nomeadamente na temática do Nemátodo do Pinheiro.

PUB

A 14 de março, foi a vez dos alunos do 12º ano, também de Biologia, absorverem novos conhecimentos transmitidos pela equipa da mesma professora sobre PCR e reação em cadeia da polimerase (relacionado com o estudo do DNA).

Trata-se de ações que complementam as aulas desenvolvidas no âmbito dos respetivos currículos. Em ambas as ocasiões, foram realizados vários ensaios no laboratório de Ciências da Vida do SerQ.

Neste âmbito, o SerQ tem vindo a desenvolver várias ações com as escolas do concelho da Sertã, na área da Ciência e Tecnologia, desde o ano letivo de 2015/2016, que alcançam públicos desde a educação pré-escolar ao ensino secundário e profissional.

Foto: CM Sertã

O desenvolvimento deste tipo de atividades tem como objetivo sensibilizar os alunos para as várias vertentes das ciências, demonstrando a sua relação direta com o dia-a-dia e a relação mais ou menos direta, que as Ciências e as Tecnologias possuem com outras áreas igualmente importantes como as línguas e as matemáticas, lê-se em nota de imprensa da autarquia.

Estas atividades são organizadas e desenvolvidas em colaboração com o Município da Sertã, por técnicos de diversas áreas: alunos que estejam a desenvolver trabalhos de investigação no SerQ para os seus trabalhos de Mestrado e Doutoramento, Técnicos e Professores da Universidade de Coimbra e de outras entidades, conforme a área e a especificidade.

A realização deste tipo de atividades no SerQ conta com o apoio do Município da Sertã na disponibilização de transporte. As entidades que pretendam realizar este e outro tipo de actividades no SerQ poderão fazer o respectivo pedido através do email serq.formacao@serq.pt .

Inaugurado a 24 de julho de 2015, o SerQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta incide a sua ação em três eixos: melhoria dos produtos, processos e serviços de base florestal, apoio à capacidade empreendedora e de inovação de pessoas e empresas e transferência de conhecimento e tecnologia. Para além do espaço de investigação científica da madeira e floresta, o SerQ possui FabLab e uma incubadora de empresas e pertence já à rede INOVC e é membro do Centro de Competências para o Pinheiro Bravo. Na zona da incubação possui diversas empresas instaladas.

PUB
Joana Rita Santos
Formada em Jornalismo, faz da vida uma compilação de pequenos prazeres: o conhecimento e o saber, a escrita, a leitura, a fotografia, a música. Nada supera o gozo de partir à descoberta das terras, das gentes, dos trilhos e da natureza... por isto continua a crer no jornalismo de proximidade. Já esteve mais longe de forrar as paredes de casa com estantes de livros. Não troca a paz da consciência tranquila e a gargalhada dos seus por nada deste mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).