Sábado, Fevereiro 27, 2021
- Publicidade -

Sertã | Posto da GNR de Cernache do Bonjardim reabre esta segunda-feira

Em resposta a uma questão colocada pela deputada Cláudia André, no dia 16, na Assembleia da República, o Ministro da Administração Interna anunciou a reabertura do Posto da GNR de Cernache na próxima semana, mais precisamente na segunda-feira, dia 22 de fevereiro.

- Publicidade -

A decisão de suspender temporariamente o funcionamento do posto de Cernache e mais outros nove postos de atendimento reduzido no distrito de Castelo Branco foi justificado pela GNR pela “necessidade de concentrar meios no controlo de fronteiras terrestres, que foram repostas devido à pandemia de covid-19”. O posto de Cernache do Bonjardim foi uma das unidades que ficou com a atividade suspensa, a par dos Postos Territoriais de Mata, Cebolais de Cima e Malpica do Tejo (Castelo Branco); Unhais da Serra e Paul (Covilhã), Soalheira (Fundão), Monsanto, Ladoeiro e Rosmaninhal (Idanha-a-Nova).

Segundo a GNR, esta medida permitiu a transferência temporária de 43 militares para os Postos Sede de Agrupamento. “A Guarda considerou operacionalmente vantajoso adotar esta medida temporária, a qual permite alocar um maior número de militares para o serviço operacional, nomeadamente para o controlo da fronteira terrestre, sublinhando-se que a mesma apenas vigorará enquanto se afigurar absolutamente necessário, retomando à situação de normalidade logo que possível”, conclui.

- Publicidade -

No parlamento, Eduardo Cabrita, que falava na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, reforçou a ideia de “otimização de recursos com resposta operacional em tempo adequado”.

Reconheceu dificuldades “mas a evolução favorável que já existe neste momento, permite na próxima semana, a reabertura dos postos de Cernache do Bonjardim, de Unhais e do Paul”, anunciou o ministro.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).