Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sexta-feira, Julho 30, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Piscinas e praia fluvial da Sertã reabrem para mais uma época balnear

Já arrancou a época balnear na Sertã, com a reabertura ao público das piscinas municipais e da praia fluvial da Ribeira Grande. A piscina em Cernache do Bonjardim reabre a 1 de julho.

- Publicidade -

A Piscina Municipal da Sertã funciona todos os dias entre as 10 e as 20 horas, horário em que está presente o nadador salvador. Disponibiliza serviço de bar e aulas de hidroginástica durante o dia. A Piscina Municipal de Cernache do Bonjardim funciona nos mesmos moldes, sendo que a sua abertura está prevista para o dia 1 de julho.

Quanto à Praia Fluvial da Ribeira Grande, junto às piscinas da Sertã, tem entrada livre, como é habitual, estando garantida a presença de nadador salvador entre as 10 e as 18 horas. Possui serviço de bar e possibilita aluguer de espreguiçadeiras e chapéus, à semelhança das piscinas municipais.

- Publicidade -

Anuncia o município que está prevista animação de verão para todas as idades numa programação que alia cultura, brincadeiras e música. De 5 de julho a 31 de agosto, a piscina municipal e praia fluvial da Sertã recebem a equipa da biblioteca municipal com a atividade “Mergulha nas histórias” que contempla Hora do Conto e ateliês, às segundas feiras, das 14 às 16 horas. A partir das 19h30 haverá música ao vivo na Piscina Municipal e praia Fluvial da Sertã (de quinta a domingo), na Piscina Municipal de Cernache do Bonjardim (segundas feiras) e no Trízio (terças feiras).

No que diz respeito ao preçário das piscinas municipais, os valores das entradas variam entre 1,5€ (adulto) e 1€ (criança), sendo que existe a possibilidade de alugar espreguiçadeiras (1€ cada) ou conjunto composto por chapéu de sol e duas espreguiçadeiras (4€).

Este ano foi atribuído à Praia Fluvial da Ribeira Grande o Galardão Qualidade de Ouro 2021, iniciativa da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza. A atribuição deste galardão é feita com base no cumprimento de diversos critérios, onde se destaca a qualidade excelente da água verificada nas últimas cinco épocas balneares.

A Praia Fluvial da Ribeira Grande e as piscinas municipais funcionam de acordo com os respectivos planos de contingência em conformidade com as normas da Direção Geral de Saúde, observando-se regras semelhantes às da passada época balnear.

Refira-se que a Praia Fluvial do Troviscal, à semelhança do ano passado, não estará em funcionamento por estar a ser alvo de obras de requalificação.

O Município da Sertã é o responsável pela higienização e desinfeção dos espaços (sanitários, corrimãos, espreguiçadeiras, etc.) e pela disponibilização de soluções desinfetantes cutâneas e toalhetes que permitam a desinfeção das mãos, à entrada e dentro das instalações.

As zonas de circulação estão definidas com marcação de setas, havendo apenas um sentido de circulação. O controlo de ocupação da piscina descoberta é feito pela receção e a praia fluvial adota um sistema de sinalização através de bandeira, à entrada da praia: bandeira verde: ocupação baixa (⅓ da lotação máxima); bandeira amarela: ocupação elevada (⅓ – ⅔ da lotação máxima); bandeira vermelha: ocupação plena.

A autarquia refere que não é permitida a utilização de balneários nem vestiários, podendo apenas ser usados os sanitários. Os utentes devem cumprir as medidas de etiqueta respiratória, assegurar o distanciamento físico de segurança entre si, proceder à desinfeção frequente das mãos, depositar os resíduos gerados nos locais adequados, respeitar as indicações dos nadadores salvadores e funcionários presentes nas instalações.

Os utentes têm obrigatoriamente que utilizar calçado quando se deslocam aos chuveiros exteriores, sanitários e áreas de circulação. Não é permitida a utilização de equipamento de uso coletivo, fora de água e dentro de água (bolas, bóias, colchões, etc).

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome