Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Domingo, Julho 25, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã: Oficina do Artesanato abre em breve

O projeto da Oficina do Artesanato da Sertã, um espaço onde os artesãos do concelho estarão a produzir os seus trabalhos, a vender e a ensinar quem esteja interessado, vai abrir brevemente numa das salas da Escola Primária Conde Ferreira na Alameda da Carvalha.

- Publicidade -

“É uma espécie de museu vivo em que os artesãos estão lá, em vez de ser a Câmara a manter as instalações abertas pagando a um funcionário, vão ser os próprios artesãos que vão lá estar a trabalhar ao vivo e vão atender as pessoas, explicando-lhes aquelas tradições e são as pessoas mais indicadas para o fazer pois são eles que trabalham com os produtos e, ao mesmo tempo, produzem, vendem e ensinam”, explicou José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, ao mediotejo.net.

Segundo informou José Farinha Nunes, “já há três ou quatro artesãos que estão disponíveis para trabalhar lá”, sendo que o espaço deverá abrir em breve ao público, mas ainda sem data marcada.

- Publicidade -

“Estamos a falar de artesanato relacionado com a madeira e com a verga, latoaria para já não, mas há medida que forem aparecendo interessados e o espaço for suficiente, vamos aceitar”, salienta o autarca.

A Oficina do Artesanato estará aberta ao público todos os dias e o espaço será dinamizado pela Aproser – Associação de Produtores do Concelho da Sertã.

O anúncio deste projeto foi feito durante a última reunião do executivo camarário, que se realizou no dia 6, no seguimento da votação da proposta referente à cedência de uma sala da Escola Primária Conde Ferreira, na Alameda da Carvalha, na Sertão, para ali ficar instalado a Oficina do Artesanato.

Na altura da discussão e votação deste ponto na reunião de Câmara, o vereador Vítor Cavalheiro (PS) chamou à atenção para uma proposta que anteriormente esteve em discussão na Câmara de cedência daquele espaço da Escola Primária à Junta de Freguesia da Sertã, mas José Farinha Nunes, presidente da Câmara, explicou que há um documento em como a junta abdicou daquele espaço.

Para a vereadora Cláudia André (PSD), responsável pelos pelouros da Cultura, Turismo, Educação e Ação Social, aquele será “um espaço turístico e concelhio onde as pessoas aprendem e veem como se faz o artesanato local”.

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here