- Publicidade -

Terça-feira, Dezembro 7, 2021
- Publicidade -

Sertã | Nova unidade hoteleira “Quinta do Condestável” aposta no programa “Recarga”

A Quinta do Condestável – Guest House & Health Retreat foi inaugurada na sexta feira, dia 12 de junho, em Cernache do Bonjardim, concelho da Sertã, com um novo conceito. A nova unidade é composta por 13 quartos e tem capacidade de alojamento para 32 pessoas. Num terreno anexo está prevista a instalação de seis eco-pods – pequenas casas em madeira – o que vai alargar a capacidade para 54 pessoas.

- Publicidade -

A par da vertente hoteleira convencional, a aposta vai para o programa “Recarga”, de base detox, para clientes que queiram perder, ganhar ou manter peso, conforme explicou o gerente Francisco Nunes. O que se pretende é que os clientes “essencialmente ganhem benefícios e ensinamentos para que possam implementar diariamente nas suas vidas, para que possam viver melhor”.

Durante sete dias, o programa “Recarga”, contempla uma componente física e outra espiritual, onde não faltam workshops de saladas, de sopas, de comida regional sempre com produtos locais, e um leque de experiências em que os clientes são levados a conhecer o que de melhor a região proporciona.

- Publicidade -

Não é por acaso que na receção há um relógio de parede com a particularidade de não ter ponteiros. Este pormenor faz parte do conceito da nova unidade hoteleira, como explica Francisco Nunes. “Aqui, o tempo não importa”. Por isso, os clientes são convidados a “desligar”, a “desintoxicar”. Quem quiser deixa o telemóvel na receção e durante uma semana abstrai-se dos problemas e das rotinas do dia a dia.

Naquelas instalações funcionou a Quinta dos Farinhas que não teve sucesso e fechou, sendo colocada à venda, através de uma imobiliária de Águeda, por cerca de um milhão de euros.

Inauguração da Quinta do Condestável, Guest House em Cernache do Bonjardim, Sertã

Publicado por mediotejo.net em Sexta-feira, 12 de junho de 2020

Quem viu o anúncio foi um filho da terra, emigrante de sucesso nos Estados Unidos da América. Abílio Fernandes, tio do gerente, nasceu há 56 anos numa casa situada a poucos metros da nova unidade hoteleira. Cresceu a olhar para aquela quinta mal imaginando que um dia iria ser sua propriedade.

O empresário que subiu a corda a pulso e hoje é um engenheiro que concilia o trabalho para a Tesla com a atividade no ramo imobiliário, pediu ajuda ao seu sobrinho que fizesse um estudo de viabilidade económica e pensasse um projeto para a quinta.

Depois de 20 anos de experiência na hotelaria, com estudos e gestão de unidades na Inglaterra e no Algarve, Francisco Nunes aceitou o desafio.

O resultado é a Quinta do Condestável, cuja abertura estava prevista para dia 1 de abril, mas que, devido à pandemia, teve de ser adiada. A nova unidade é composta por 13 quartos e tem capacidade de alojamento para 32 pessoas. Num terreno anexo está prevista a instalação de seis eco-pods – pequenas casas em madeira – o que vai alargar a capacidade para 54 pessoas.

Autarcas marcaram presença na inauguração. Foto: mediotejo.net

Segundo o gerente, há a perspetiva de criação de 12 postos de trabalho assim que a atividade normalize e entre em velocidade de cruzeiro, passada a pandemia.

Nesta antiga casa senhorial cujas origens remontam a 1819, além da zona residencial que foi sendo recuperada e ampliada, existe um campo de ténis, mini-golfe, piscina, parque infantil e uma imensidão de 56 mil m2 de terreno à volta onde se pode fazer caminhadas. Exposições de pintura, SPA, biblioteca e passeios de charrete são outros serviços disponibilizados.

Na festa de inauguração marcaram presença o Presidente da Câmara, José Farinha Nunes, a Presidente da Junta de Cernache, Filomena Bernardo, entre outros autarcas e dirigentes.

A autarca de Cernache revelou que era um dos seus desejos como Presidente da Junta voltar a ver aquela quinta de novo com vida. “Temos tudo para que esta casa seja um sucesso”, disse, apelando a que todos ajudem a divulgar esta nova potencialidade de Cernache do Bonjardim e da região.

O Presidente da Câmara também elogiou as “excelentes instalações” mostrando-se agradado pela reabertura da quinta que “está entregue a quem sabe”. “Era um crime estar fechada”. Para José Farinha Nunes, com esta inauguração, a região fica mais rica, tal como o município.

No final, o autarca revelou que, mesmo em época de pandemia, todas as unidades hoteleiras do concelho têm estado ocupadas.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome