- Publicidade -
Sexta-feira, Dezembro 3, 2021
- Publicidade -

Sertã | Município recebeu viatura para apoio domiciliário em saúde

O Concelho da Sertã recebeu, no dia 16 de novembro, uma viatura para apoio domiciliário em saúde, entregue pela Fundação Calouste Gulbenkian e destinada ao Centro de Saúde da Sertã.
A cerimónia de entrega de viaturas decorreu nas instalações provisórias do Centro de Saúde de Pedrógão Grande.

- Publicidade -

Para além da Sertã, foram entregues viaturas aos centros de saúde de Pedrógão Grande, Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos. Assinaram o auto de entrega das quatro viaturas Luísa
Vale, pela Fundação Calouste Gulbenkian, e José Tereso, Presidente da Administração Regional de Saúde do Centro.

Para além de José Farinha Nunes, Presidente da Câmara Municipal da Sertã, estiveram presentes Valdemar Alves, Presidente da Câmara Municipal de Pedrógão Grande, João Graça, Vice-Presidente do Município de Castanheira de Pêra, Avelino Pedroso, Diretor Executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Pinhal Interior Norte (ACES PIN) e Vieira Pires, Presidente do Conselho de Administração da Unidade Local de Saúde de Castelo Branco.
José Tereso, Presidente da Administração Regional de Saúde do Centro, elogiou a Fundação Calouste Gulbenkian e o trabalho dos funcionários da saúde na região, assim como as parcerias
efectuadas já com resultados concretos no terreno.

- Publicidade -

Luísa Vale, representante da Fundação Calouste Gulbenkian, relembrou que após o incêndio de 17 de junho aquela instituição se constituiu como “doadora” e depois gestora de um fundo de 3,6 milhões de euros, resultante da doação de 500 mil euros da Fundação, com montante igual da Altri e da Navigator, a somar aos 2,6 milhões da Conta Solidária da caixa Geral de Depósitos.

As viaturas doadas são apenas uma parte da doação, que inclui equipamento técnico, cujo principal objectivo foi o de acorrer com a celeridade possível para auxiliar na reconstrução e apetrechamento de casas, na agricultura e perdas pessoais, ajudando a repor de forma mais rápida a normalidade.

Para José Farinha Nunes, “as viaturas serão uma mais valia, na medida em que irão auxiliar na prestação de cuidados de saúde e na manutenção da qualidade de vida da população, especialmente após um verão marcado pela tragédia dos incêndios. É de louvar o contributo e a generosidade da Fundação Calouste Gulbenkian em concreto e dos portugueses em geral.”

Aos 12 anos já queria ser jornalista e todo o seu percurso académico foi percorrido com esse objetivo no horizonte. Licenciada em Jornalismo, exerce desde 2005, sempre no jornalismo de proximidade. Mãe de uma menina, assume que tem nas viagens a sua grande paixão. Gosta de aventura e de superar um bom desafio. Em maio de 2018, lançou o seu primeiro livro de ficção intitulado "Singularidades de uma mulher de 40", que marca a sua estreia na escrita literária, sob a chancela da Origami Livros.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome