Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Quinta-feira, Julho 29, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã: Município quer ter Serviço de Urgência Básico

“Foi feito no papel e retirado do papel”, é assim que José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, comenta a retirada pelo Governo cessante da intenção de criar naquele concelho o Serviço de Urgência Básico (SUV).

- Publicidade -

A questão foi levantada na última reunião de Câmara da Sertã pelo vereador Vítor Cavalheiro (PS) que questionou o presidente da autarquia sobre um despacho datado de 20 de novembro, do anterior Governo PSD/CDS-PP, que retira a intenção de criar um Serviço de Urgência Básico (SUV) na Sertã.

José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã, respondeu a Vítor Cavalheiro dizendo que “esse serviço de urgência nunca foi implementado no terreno e que, por isso, não foi nada retirado porque nunca o chegámos a ter”.

- Publicidade -

Vítor Cavalheiro salientou que “o despacho do anterior Governo foi feito à última da hora” e questionou o presidente da autarquia sertaginense sobre os motivos para tal acontecimento.

José Farinha Nunes referiu que “a decisão do Governo foi feita no seguimento de um estudo que estava a ser feito por uma empresa” e que “ninguém pediu a opinião da Sertã sobre este assunto” e voltou a frisar que “a Sertã não perdeu nada porque o projeto nunca foi implementado no terreno”.

Na ocasião, o vereador José Ramos Moreira (PS) interveio dizendo que esta tomada de decisão do Governo “prende-se com a falta de população” do concelho da Sertã.

O presidente da Câmara Municipal da Sertã salientou que, com a construção do novo centro de saúde, “haverá um espaço para o serviço de urgência básico” e que “temos de lutar por ele porque é essencial no nosso concelho”.

Jorge Coluna, vereador do PSD, sugeriu durante a reunião de Câmara que o Executivo camarário demonstrasse ao Governo, através de uma carta, o desagrado da retirada de intenção de criação do SUV na Sertã e que se mantém o desejo desse serviço no concelho.

José Farinha Nunes afirmou que “vai lutar pela sua implementação” no concelho da Sertã que, atualmente, tem em funcionamento 24 horas um Serviço de Atendimento Permanente (SAP).

Entrou no mundo do jornalismo há cerca de 13 anos pelo gosto de informar o público sobre o que acontece e dar a conhecer histórias e projetos interessantes. Acredita numa sociedade informada e com valores. Tem 35 anos, já plantou uma árvore e tem três filhos. Só lhe falta escrever um livro.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome