Sertã | Município promove campanha “Direitos sem Violência”

O Dia Mundial do Pijama (20 de novembro) e o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres (25 de novembro) serão pretexto para uma campanha contra a violência promovida pelo Município da Sertã. Intitulada “Direitos sem Violência”, a campanha prevê a realização de diversas iniciativas que contam com a parceria da CPCJ Sertã (Comissão de Proteção de Crianças e Jovens), GNR da Sertã (Guarda Nacional Republicana) e Agrupamento de Escolas da Sertã.

PUB

O Dia Mundial do Pijama é uma iniciativa da Mundos de Vida, que se assinala anualmente a 20 de novembro, data que marca a Convenção Internacional dos Direitos da Criança, em que crianças até aos 10 anos, professores e educadores vestem o pijama que simboliza conforto, proteção e bem-estar, numa analogia à família que conforta e protege. Neste dia, as crianças relembram os seus direitos, em especial o direito a crescer numa família e o direito à não-violência.

A 25 de novembro assinala-se o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres.

PUB

A cada uma das oito escolas básicas do concelho da Sertã será atribuído um direito da criança e a cada direito corresponderá um mês no calendário 2021 que será distribuído em operações “Stop à Violência!” que serão dinamizadas por elementos da GNR e crianças do 1.º ciclo do Ensino Básico na Sertã (20 e 25 de novembro) e Cernache do Bonjardim (23 de novembro).

Conforme explica a autarquia em nota de imprensa, “o objetivo passa por sensibilizar condutores e transeuntes para as temáticas em questão, entregando-lhes o calendário com desenhos elaborados pelas crianças e mensagens anti-violência”.

Na Vila, a turma de Multimédia do Agrupamento de Escolas da Sertã, realizará um VoxPop, recolhendo testemunhos da comunidade relativos a temática da violência e registando os momentos da operação “Stop à Violência!”, assim como entrevistas ao Presidente da Câmara Municipal da Sertã, à Presidente da CPCJ da Sertã, ao Comandante do Destacamento Territorial da  GNR da Sertã e à Procuradora do Ministério Público.

Todo o trabalho desenvolvido nestas efemérides será posteriormente apresentado publicamente a 14 de fevereiro de 2021, numa acção de prevenção de violência doméstica, dirigida à comunidade escolar do ensino secundário.

Ambas as efemérides, Dia Mundial do Pijama e Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, serão assinaladas em conjunto, estando presentes nas várias iniciativas promovidas pelo Município da Sertã, CPCJ Sertã (Comissão de Proteção de Crianças e Jovens), GNR (Guarda Nacional Republicana) e Agrupamento de Escolas da Sertã.

Em Portugal 85% das vítimas de violência doméstica em Portugal são mulheres de todas as condições e de todos os estratos sociais e económicos, sendo que em média uma em cada três mulheres é vítima de violência doméstica.

A efeméride visa alertar a sociedade para os vários casos de violência contra as mulheres, nomeadamente abuso ou assédio sexual, maus tratos físicos e psicológicos.

Nos casos de violência doméstica, as crianças acabam por tornar-se vítimas diretas, vendo comprometidos os seus direitos a uma família feliz e à segurança, afectando o seu normal e saudável desenvolvimento.

 

PUB
PUB
José Gaio
Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

APOIE O NOSSO JORNAL, TORNE-SE UM LEITOR BENEMÉRITO

Se lê regularmente as nossas notícias torne-se um leitor benemérito fazendo contribuições a partir de 10€/mês, ou doando valores iguais ou superiores a 100€. Esses leitores passam a constar da ficha-técnica como apoiantes deste projeto independente de jornalismo. Pode também fazer uma contribuição pontual (5€, 10€, 20€, o que puder e quiser).