Apoie o jornalismo que fazemos,
junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Terça-feira, Outubro 26, 2021

Apoie o jornalismo que fazemos, junte-se à nossa Comunidade de Leitores

- Publicidade -

Sertã | Município estabelece parceria para promover figura de Nuno Álvares Pereira

O Município da Sertã e a Fundação Batalha de Aljubarrota assinaram um memorando de entendimento que visa lançar as bases para um conjunto de iniciativas a desenvolver futuramente pelas duas entidades para promover a figura de Nuno Álvares Pereira, o Santo Condestável.

- Publicidade -

Na assinatura do acordo, que decorreu nos Paços do Concelho da Sertã, estiveram presentes José Farinha Nunes, presidente da Câmara Municipal da Sertã em exercício, e Alexandre Patrício Gouveia, presidente da Fundação Batalha de Aljubarrota.

O memorando de entendimento estabelece “uma série de ações concretas a desenvolver em parceria pelas duas entidades, abrindo também caminho à posterior assinatura de um protocolo de entendimento, que preveja, por exemplo, o aprofundamento das relações entre ambos e a possibilidade de desenvolver projetos de âmbito nacional”, pode ler-se no preâmbulo do acordo.

- Publicidade -

Para José Farinha Nunes, o acordo agora assinado é “mais um passo decisivo na estratégia de promoção da figura de Nuno Álvares Pereira associada ao concelho da Sertã. É fundamental ter este tipo de parceiros connosco, pelo conhecimento e credibilidade que aportam, mas sobretudo porque nos permitem sonhar com o desenvolvimento de projetos mais ambiciosos no futuro”.

Presidente da Câmara Municipal da Sertã em exercício, ladeado por dirigentes da Fundação Batalha de Aljubarrota. Foto: CMS

O autarca lembrou o recente protocolo assinado com a Sociedade Missionária da Boa Nova, a propósito do Seminário das Missões, como um “importante vértice na estratégia desenhada pelo Município e que agora é complementada com este memorando de entendimento. Estamos no bom caminho e a passar das palavras aos atos”.

Ganhou o “bichinho” do jornalismo quando, no início dos anos 80, começou a trabalhar como compositor numa tipografia em Tomar. Caractere a caractere, manualmente ou na velha Linotype, alinhavava palavras que davam corpo a jornais e livros. Desde então e em vários projetos esteve sempre ligado ao jornalismo, paixão que lhe corre nas veias.

- Publicidade -
- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Faça o seu comentário, por favor!
O seu nome